SETOR IMOBILIÁRIO SE MOBILIZA PELA APROVAÇÃO DA MP 540/2011

  • 30 de setembro de 2011
Os presidentes do Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), Carlos Hiram Bentes David, do Conselho Federal dos Corretores de Imóveis (COFECI), João Teodoro da Silva, do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (CRECI/DF), Hermes Alcântara, do CRECI/RS – Flávio Koch e o presidente da Associação dos Corretores de Imóveis do Distrito Federal (ACI), Francisco Carlos Santos Lima estiveram esta semana na Câmara Federal para apoiar a votação da MP 540/2011 e da emenda 155 do deputado Luiz Pitiman que concede aos corretores de imóveis inscritos nos Conselhos Regionais, CRECIs, a isenção do pagamento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de automóveis, desde que estes sejam adquiridos para o exercício da profissão.

Carlos Hiram Bentes David, presidente do SECOVI/DF, ressaltou a importância desse benefício para o Corretor de Imóveis que utiliza o automóvel como ferramenta de trabalho, a exemplo dos taxistas. “A categoria imobiliária é responsável por esse grande momento da construção civil, pois através do seu esforço que as vendas estão sendo realizadas. Hoje, somos 300.000 profissionais registrados em todo o país e temos a necessidade de locomoção para visitar os imóveis fazendo avaliações, mostrando aos clientes, acessando os plantões de venda, além de nos deslocarmos em busca dos documentos e certidões necessárias para a efetivação da venda, por isso o veículo é primordial”, completou.

O governo federal se engaja, a cada ano, para tentar zerar o déficit habitacional do país através de programas, como o “Minha Casa, Minha Vida” oferecendo condições para a aquisição de moradias nos mais distantes e remotos lugarejos do nosso país, mas somente com o conhecimento e esforço do corretor de imóveis isso é possível.

Para o setor imobiliário, a renúncia fiscal decorrente dessa isenção do IPI será facilmente superada pelo acréscimo nas vendas e a consequente movimentação da economia que gerará ganho ainda maior de arrecadação.

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal está engajado com as instituições representativas do mercado imobiliário de todo o país em busca da aprovação da Medida Provisória (MP) 540 voltada ao benefício do corretor de imóveis.

A MP não foi votada esta semana na Câmara devido o cancelamento da Ordem do Dia.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…

VENDA DE IMÓVEIS EM JANEIRO DE 2022 DOBRA EM RELAÇÃO À 2021

O Volume Geral de Vendas (VGV) acumulado até o mês de janeiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R $3,16 bilhões, superando o mês…