SECOVI/DF LANÇA MANIFESTO DE REPÚDIO AO AUMENTO DE IMPOSTOS PRATICADOS PELO GDF

  • 13 de fevereiro de 2015

Em repúdio, as medidas do Governo do Distrito Federal (GDF), de aumento do Imposto sobre a Transmissão de Bens e Imóveis (ITBI) em 50%, aprovado esta semana pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) e a pretensão de reajuste do valor de avaliação dos imóveis para efeito de cálculo do IPTU e da TLP em 20% ao ano, o Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI-DF), lançou com outras entidades do setor imobiliário um MANIFESTO solicitando a imediata participação no debate.

O SECOVI/DF acredita que as consequências das medidas serão graves para a cadeia produtiva. “Essas medidas são um golpe no mercado imobiliário do Distrito Federal, já combalido pela situação econômica atual”, afirma o presidente do SECOVI/DF – Carlos Hiram Bentes David.

A construção civil é a maior indústria do Distrito Federal e, também, a maior geradora de empregos diretos e indiretos do país. O aumento do custo dos imóveis desestimulará investimentos e construções, trazendo desemprego e desaceleração da economia.

Segundo o SECOVI/DF, o cidadão e as propriedades regulares, que já recolhem seus pesados impostos e são cumpridores das suas obrigações pagarão o pesado custo do aumento de tributos.  

A votação do Projeto de Lei 142/2015 pela Câmara Distrital, não coaduna com o compromisso do Governador eleito de estabelecer o amplo debate com a participação da sociedade em seu governo. “A aprovação das medidas foram feitas, ao apagar das luzes, sem a participação da sociedade e das entidades representativas do setor”, indigna-se Carlos Hiram.

Baixe o manifesto

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VOLUME GERAL DE VENDAS ATÉ ABRIL DE 2022 SUPERA 2021 EM 9,5 BI

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de abril, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), informa que em 2022 o Volume…

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…