SECOVI/DF DIVULGA DADOS IMOBILIÁRIOS DE JUNHO

  • 31 de julho de 2013

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) informa que durante o mês de junho, o Custo Unitário Básico variou positivamente 0,48% representando R$ 992,76 reais por m². O IGP-M, índice utilizado para reajuste de alugueis, teve uma variação positiva de 0,75% em relação ao mês de maio. O IGP-DI apresentou alta de 0,76% no período. Já o IPC, calculado pela FIPE, variou positivamente 0,32% no mês em relação ao anterior. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) obteve uma variação positiva de 0,21%, enquanto o INCC apresentou uma alta de 1,15%.

A relação crédito/PIB apresentou aumento de 0,4 pontos percentuais registrando uma relação de 54,7%, no mês em questão. Em termos absolutos, equivale a R$ 2,487 trilhões.

No mês de maio, a oferta de crédito para o setor habitacional apresentou alta de 2,9%, fato que tem sido observado nos últimos meses.

Em junho, o maior percentual de imóveis ofertados no DF para comercialização foi de imóveis residenciais totalizando 29.398 com destaque para os apartamentos de 2 e 3 dormitórios.

Brasília obteve o maior valor do m2, dentre as cidades observadas, chegando a 10 mil reais os valores para apartamentos de 4 dormitórios. Já Sobradinho, obteve os menores valores em diversos tipos de imóveis variando de R$ 2.100 para uma casa de 2 dormitórios à R$ 5.479 o m2 para apartamentos de 3 dormitórios.

Em relação aos imóveis comerciais os maiores valores foram encontrados em Águas Claras e no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). O valor mediano de uma loja é de R$ 644.445 na cidade de Águas Claras e de até R$ 1 milhão e 300 mil no SIA.

O total de imóveis disponíveis para locação, no mês analisado, foi de 8.087 dos quais 73,8% foram residenciais e 26,2% comerciais.

A capital também obteve o maior valor mediano de locação em todo o Distrito Federal com destaque para os apartamentos com 4 dormitórios de R$ 6.000. Esse valor de aluguel foi observado tanto na Asa Sul, quanto no Sudoeste.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…

VENDA DE IMÓVEIS EM JANEIRO DE 2022 DOBRA EM RELAÇÃO À 2021

O Volume Geral de Vendas (VGV) acumulado até o mês de janeiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R $3,16 bilhões, superando o mês…