SECOVI/DF DIVULGA ÚLTIMOS DADOS DO ANO

O ano de 2015, dentro de uma perspectiva de crescimento negativo da economia do país, encerra-se com um cenário de estabilidade para o mercado imobiliário.

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de novembro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) comprova que o índice de rentabilidade das salas comerciais continua estável: de 0,56% em Águas Claras e de 0,46% em Brasília, seguido pelo Setor de Indústria e Taguatinga com 0,43% e 0,38%, respectivamente.

No mês de novembro, a amostra total de imóveis utilizada apresentou uma variação de -6,2%. Assim como no mês de outubro, Brasília se destacou nos preços de venda e aluguel de imóveis residenciais, enquanto que os menores valores foram registrados em Sobradinho, Gama, Samambaia, Riacho Fundo, Paranoá e Ceilândia.

Quanto aos imóveis comerciais, o Setor de Indústria apresentou os preços mais altos para lojas, de 1 milhão e 250 mil reais e de 423 mil para salas comerciais. Já os menores valores de lojas foram encontrados em Samambaia e Vicente Pires, de 309 mil a 225 mil reais, respectivamente.

No mês analisado, houve uma queda na rentabilidade de quitinetes e aumento na rentabilidade de apartamentos de um dormitório nas regiões de Brasília e Águas Claras. Quanto à rentabilidade comercial, Brasília e Águas Claras também se destacaram no perfil lojas com ambas apresentando 0,67% de rentabilidade.

Clique aqui para baixar o boletim

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF é favorável à moradias no Setor Comercial Sul

O Projeto de Lei Complementar que autoriza o uso residencial em imóveis comerciais localizados, nas quadras de 1 a 6, do Setor Comercial Sul, foi…

SECOVI/DF distribui máscaras de proteção às empresas associadas

As empresas associadas ao Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) estão recebendo, gratuitamente, máscaras de proteção contra a Covid-19 para seus funcionários e colaboradores.…

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia, ao DF Record sobre a alta dos aluguéis residenciais e a baixa no preço dos imóveis comerciais.…

SECOVI/DF condena reprovação de novo bairro pelo Iphan