SECOVI/DF DIVULGA BOLETIM DE CONJUNTURA IMOBILIÁRIA

  • 23 de março de 2017

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) fez uma análise, desde setembro de 2016, para interpretar o comportamento dos preços dos imóveis nas regiões do Distrito Federal.

Águas Claras tanto para locação quanto para venda de imóveis comerciais e residenciais manteve seus valores estáveis. Em Brasília, as variações de preços referentes a ofertas de imóveis por m2, tanto para locações quanto para vendas, obteve  um aumento de 23,32% nas casas com 3 dormitórios para venda e de, aproximadamente, 18% no valor do aluguel de casas com 3 e 4 dormitórios. Segundo os economistas essa alta é chamada de “movimento de retorno”, ou seja, o valor dos imóveis voltou a se estabilizar depois de algumas quedas.

No DF, o perfil que apresentou maior aumento de locação foram as casas com 3 dormitórios. A região do Guará também obteve aumentos positivos para locação e venda de imóveis comerciais que variaram entre 5 a 20%.

Em relação à rentabilidade dos imóveis comerciais, a região administrativa de Águas Claras se destacou na categoria de lojas apresentando 0,66% de rentabilidade e 0,50% nas salas comerciais. Já o Setor de Indústrias apresentou a menor rentabilidade para salas comerciais, de 0,34% .

Na categoria de imóveis residenciais, Águas Claras também apresentou a maior rentabilidade média de 0,41%, enquanto o Guará ficou em segundo lugar com uma rentabilidade de 0,36%.

O índice de rentabilidade, tanto residencial quanto comercial, é medido a partir de preços medianos por metro quadrado. Esta fórmula considera o aluguel como sendo o retorno do investimento no imóvel, ou seja, sua compra e não considera a valorização do mesmo.

Confira, aqui, a íntegra da pesquisa.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…

VENDA DE IMÓVEIS EM JANEIRO DE 2022 DOBRA EM RELAÇÃO À 2021

O Volume Geral de Vendas (VGV) acumulado até o mês de janeiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R $3,16 bilhões, superando o mês…