Salário pode ser penhorado para saldar aluguéis atrasados

  • 26 de maio de 2017

A assessoria jurídica do Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) informa que a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu manter decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que determinou a penhora de 10% do salário de um locatário para pagamento de aluguéis atrasados há mais de uma década.

O locatário defendeu por meio de recurso especial a impossibilidade de penhora do salário para o pagamento de verba de natureza não alimentar. A ministra relatora, Nancy Andrighi, confirmou inicialmente que a garantia da impenhorabilidade de rendimentos constitui uma limitação aos meios executivos que garantem o direito do credor, fundada na necessidade de se preservar o patrimônio indispensável à vida digna do devedor.

Entretanto, a ministra apontou a necessidade de um juízo de ponderação para que, excepcionalmente, possa ser afastada a impenhorabilidade de parte dos vencimentos do devedor.

Nancy Andrighi ressaltou que, ao negar o pedido de desbloqueio da verba remuneratória, o tribunal paulista entendeu que não havia outra forma de quitação da dívida e, além disso, concluiu que a constrição de pequeno percentual da remuneração do devedor não comprometeria a sua subsistência.

“Sob essa ótica, a regra da impenhorabilidade pode ser relativizada quando a hipótese concreta dos autos permitir que se bloqueie parte da verba remuneratória, preservando-se o suficiente para garantir a subsistência digna do devedor e de sua família”, concluiu a relatora ao negar provimento ao recurso do locatário.

Com informações do STJ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI DIVULGA LISTA DOS IMÓVEIS USADOS MAIS CAROS E MAIS BARATOS NO DF

O Boletim de Conjuntura Imobiliária de julho de 2022 com amostra referente ao mês de junho divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF)…

QUAL É A RENDA MÉDIA ANUAL PARA SE FINANCIAR UM IMÓVEL NO DF?

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) divulgou os dados referentes à renda média anual familiar para se financiar um imóvel dependendo da região…

SECOVIS DIVULGAM DADOS DE IMÓVEIS EM BRASÍLIA, RIO E SÃO PAULO

O Boletim de Conjuntura Imobiliária do mês de junho com amostras referente à maio de 2022 divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF)…

VENDA DE IMÓVEIS NO DF SEGUE EM ALTA

O Boletim de Conjuntura Imobiliária do Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) registrou que o Volume Geral de Vendas (VGV) acumulado até o mês…