Remoção de construções irregulares na orla do lago começará em maio

O Ministério Público do Distrito Federal e Terrritórios (MPDFT) e o Governo do Distrito Federal (GDF) assinaram acordo, por meio do núcleo permanente de mediação e conciliação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ/DF), para a desocupação da orla do lago Paranoá. Segundo o acordo, não poderá haver construções num espaço de 30m a partir da margem do espelho d’água.

O início da operação de desocupação, que será executada pela Agência de Fiscalização (Agefis) e pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram), está previsto para a primeira quinzena de maio.

A primeira etapa da operação será na Península dos Ministros, QI 12 do Lago Sul, e no Parque Ecológico do Lago Norte, na QI 2. Cercas e muros que impedem o acesso ao lago serão retirados. O prazo para píeres e edificações ainda não foi discutido.
Com informações do Correio Braziliense

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Empresas Associadas ao SECOVI/DF terão direito à Clínica de Saúde Popular

A Fecomércio-DF divulgou, nesta semana, que daqui há 2 meses será inaugurada uma clínica de saúde com preços populares para atender as empresas da base…

LIVE – Revitalização do SCS (Dia 01/10 – 10h)

Há anos o Setor Comercial Sul (SCS) pede mais atenção de Brasília. Estamos ansiosos pela revitalização da região e queremos contribuir para que essa nova…

DADOS COMPROVAM A CONTÍNUA ALTA DO SETOR IMOBILIÁRIO

Os números do setor imobiliário divulgados pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) no Boletim de Conjuntura de setembro com amostra referente à agosto…

Projeto de revitalização do Gama é aprovado

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) participou, ativamente, da aprovação do projeto de revitalização do Gama no Conselho de Planejamento Territorial e Urbano…