Remoção de construções irregulares na orla do lago começará em maio

  • 20 de março de 2015

O Ministério Público do Distrito Federal e Terrritórios (MPDFT) e o Governo do Distrito Federal (GDF) assinaram acordo, por meio do núcleo permanente de mediação e conciliação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ/DF), para a desocupação da orla do lago Paranoá. Segundo o acordo, não poderá haver construções num espaço de 30m a partir da margem do espelho d’água.

O início da operação de desocupação, que será executada pela Agência de Fiscalização (Agefis) e pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram), está previsto para a primeira quinzena de maio.

A primeira etapa da operação será na Península dos Ministros, QI 12 do Lago Sul, e no Parque Ecológico do Lago Norte, na QI 2. Cercas e muros que impedem o acesso ao lago serão retirados. O prazo para píeres e edificações ainda não foi discutido.
Com informações do Correio Braziliense

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VOLUME GERAL DE VENDAS ATÉ ABRIL DE 2022 SUPERA 2021 EM 9,5 BI

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de abril, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), informa que em 2022 o Volume…

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…