Reação do mercado imobiliário começou em 2018

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) divulgou, na semana passada, uma pesquisa que mostra que o mercado de imóveis residenciais apresentou um aumento no número de lançamentos e vendas em 2018.

Segundo a pesquisa, no ano passado, os lançamentos somaram 98.562 unidades, alta de 3,1% ante 2017. Por sua vez, as vendas foram de 120.142 unidades, registrando um crescimento de 19,2%.

Na comparação entre o quarto trimestre de 2018 com o mesmo período de 2017, os lançamentos atingiram 34.939 unidades, queda de 9%. Já as vendas alcançaram 34.378 mil unidades, avanço de 4,4%.

O balanço abrange os dados de 23 capitais e regiões metropolitanas.

Com isso, o estoque de imóveis residenciais novos (na planta, em obras e recém-construídos) diminuiu, o que pode gerar escassez de oferta.

Segundo o balanço divulgado pela CBIC, o estoque de imóveis no país atingiu 124.028 unidades no fim de 2018, queda de 10,8% em comparação com o mesmo período de 2017, quando estava em 143.903 unidades – o equivalente a 13 meses de vendas. Há dois anos, a oferta era de 161.803 unidades. A redução do estoque resultou em um volume de lançamentos inferior ao das vendas nos últimos anos no mercado imobiliário nacional.

Atualmente, o estoque é formado por 25% de unidades na planta, 45% em obras e 30% de prontos.

A CBIC prevê que os lançamentos e as vendas no mercado imobiliário de médio e alto padrão – financiados com recursos da caderneta de poupança – cresçam de 20% a 30% em 2019.

O crescimento é o reflexo do aumento da confiança de empresários e consumidores diante da recuperação da economia brasileira, somado a um cenário de manutenção da inflação e de juros baixos.

Com informações do Estadão Conteúdo

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ÁGUAS CLARAS, A MANHATTAN DO CERRADO!

A mudança da sede do Governo do Distrito Federal (GDF) para o Centro Administrativo que engloba Águas Claras, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia irá movimentar o…

STJ entende que bem familiar pode ser penhorado em garantia fiduciária

A legislação não permite que um imóvel caracterizado como bem de família seja penhorado como garantia fiduciária. Porém, a Terceira Turma do Superior Tribunal de…

Fecomércio firma parceria com o BRB para oferecer benefícios aos sindicatos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) firmou, esta semana, uma parceria com o Banco de Brasília (BRB) para…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF DÁ SINAIS DE RECUPERAÇÃO

Nos últimos 10 anos, o mercado de imóveis novos do DF teve altos e baixos. Os anos de 2009 a 2011 foram os melhores em…