Por um Estado eficiente!

  • 19 de maio de 2016

Com o advento da Emenda nº 18, que alterou a redação do art. 37 da Constituição Federal, o Princípio da Eficiência se consolidou como um dos cânones da Administração Pública.

No entanto, o incessante desvio de recursos, a néscia burocracia e a utilização de critérios exclusivamente políticos na escolha de administradores, em detrimento da competência e do uso de avançados métodos de gestão, têm deixado os empresários e os cidadãos à mercê da lastimável paralisia estatal.

Não obstante a exagerada carga tributária e a implacável fiscalização, que deveriam trazer uma proporcional contrapartida em serviços públicos qualificados, atos que deveriam ser corriqueiros tornaram-se um crescente pesadelo no Brasil, tais como aprovar projetos, conseguir alvarás, equacionar pendências fiscais e obter previsibilidade no âmbito trabalhista e previdenciário.  

É hora de os detentores de mandatos eleitorais entenderem, de uma vez por todas, o clamor das ruas assimilando que a Nação depende de atitudes imediatas deles para ter reerguida sua economia, por meio de um planejamento sério e austero, bem como de investimentos estruturais, acompanhados de uma moderna organização, totalmente profissionalizada, dos serviços à coletividade.

Não há mais espaço para o amadorismo, o fisiologismo e a incompetência na política, sendo grande a expectativa dos cidadãos de bem que, finalmente, o país retorne aos trilhos da estabilidade, do crescimento e da segurança jurídica.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CLDF dará prioridade à tramitação do PPCUB

Foto: Nina Quintana O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputado distrital Wellington Luiz (MDB-DF), dará prioridade à discussão…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF MOVIMENTOU 17,35 BILHÕES EM 2023

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) apurou que o segmento de revenda (mercado secundário) movimentou R$ 17,35…

PPCUB É APROVADO APÓS 11 ANOS DE DEBATE

O PPCUB - Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília - principal instrumento de política urbana de Brasília, tombado nas instâncias distrital e federal…

SECOVI/DF participou do lançamento do Balcão Único e da sanção da Lei de parcelamento do solo

Da esquerda para a direita: Ovídio Maia, presidente do SECOVI/DF; Marcelo Vaz, Secretário de Habitação (SEDUH) e José Aparecido - presidente…