NÚMEROS DO MERCADO IMOBILIÁRIO SUPERAM O ANO DE 2020

  • 15 de outubro de 2021

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) com dados de agosto/2021 demonstra que o mercado imobiliário segue em alta, se recuperando do baque sofrido no início da pandemia, em março de 2020.

Com base nos números divulgados pelo Sistema Integral de Gestão Governamental, referente ao Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) que é o tributo pago pelo comprador de um imóvel para oficializar a negociação. O resultado obtido no mês analisado representa uma variação positiva de 18,30% em relação ao valor do mesmo período de 2020.

Os registros de compra e venda no Distrito Federal disponibilizados pela ANOREG (Associação dos Notários e Registradores) quando comparados ao mesmo período do ano passado, tiveram uma variação ainda maior de 51,94%. Quando a comparação é feita no acumulado dos oito meses de 2021 em relação à 2020, a variação sobe ainda mais e chega a 64,22%.

O Índice Secovi que é um indicador agregado de variação de preços no mercado imobiliário do DF, calculado para os imóveis destinados à venda (Índice Comercialização) e disponíveis para aluguel (Índice de Locação) segue também em alta.

De acordo com o Boletim, o Índice de Comercialização para o mês de agosto foi de 148,32 pontos representando uma variação percentual positiva em relação ao mês de julho de 1,121%. A variação acumulada nos últimos 12 meses, por sua vez, foi de 16,176%.

O Índice de Locação para o mês analisado ficou em 134,58, registrando uma variação acumulada nos últimos 12 meses de 20,07%.

Em relação à rentabilidade imobiliária, o Setor de Indústria continuou se destacando ao registrar 1,72% de rentabilidade para lojas. Além disso, Águas Claras manteve sua rentabilidade do mês anterior e continua com uma rentabilidade de 0,80% para lojas e de 0,65% para salas comerciais.

No tocante aos imóveis residenciais, destaque para as quitinetes de Águas-Claras com 0,55% de rentabilidade. A região também demonstrou maior rentabilidade na categoria apartamento de 1 dormitório (0,44%) e 2 dormitórios (0,41%). Tanto o Guará quanto Águas Claras tiveram a maior rentabilidade para imóveis de 3 dormitórios, de 0,42%.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CLDF dará prioridade à tramitação do PPCUB

Foto: Nina Quintana O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputado distrital Wellington Luiz (MDB-DF), dará prioridade à discussão…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF MOVIMENTOU 17,35 BILHÕES EM 2023

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) apurou que o segmento de revenda (mercado secundário) movimentou R$ 17,35…

PPCUB É APROVADO APÓS 11 ANOS DE DEBATE

O PPCUB - Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília - principal instrumento de política urbana de Brasília, tombado nas instâncias distrital e federal…

SECOVI/DF participou do lançamento do Balcão Único e da sanção da Lei de parcelamento do solo

Da esquerda para a direita: Ovídio Maia, presidente do SECOVI/DF; Marcelo Vaz, Secretário de Habitação (SEDUH) e José Aparecido - presidente…