NOVO BOLETIM IMOBILIÁRIO TRAZ DADOS DO MERCADO NO DF

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) apresenta os dados do mercado imobiliário referentes ao mês de agosto.

No mês analisado, 25.733 imóveis foram colocados para comercialização em todo do DF. Deste total, 23.779 foram de imóveis residenciais e 1.954 comerciais. Os imóveis de 2 e 3 dormitórios possuem a maior participação na amostra.

A capital, Brasília, permanece como a cidade do DF que apresenta os maiores valores para locação e comercialização de imóveis residenciais. O maior preço mediano para comercialização observado foi de apartamentos de 4 dormitórios na Asa Sul no valor de 2 milhões e 750 mil reais. Em relação à mediana do preço por metro quadrado de imóveis à venda, Sobradinho obteve os menores valores em três categorias: quitinete, apartamentos de 1 dormitório e casa de 4 dormitórios, variando em torno de R$ 1.900 à R$ 2.955.

O maior valor mediano para imóveis comerciais à venda, no mês de agosto, continua sendo de lojas no Setor de Indústria e em Águas Claras, de 1 milhão e 200 mil e 626 mil reais, respectivamente.  Já, as lojas em Sobradinho apresentaram o menor valor mediano, de 160 mil reais. Entre as salas comerciais, o valor mediano por metro quadrado mais alto foi observado na Asa Norte de, aproximadamente 11 mil reais.

O total de imóveis disponíveis para locação, no mês analisado, foi de 8.249 dos quais 73,5% são residenciais e 26,5% comerciais. Os apartamentos de 2 dormitórios foram o tipo de imóvel com maior participação na amostra, de 19,6%.

Como constatado anteriormente, Brasília possui os maiores preços da mediana e por metro quadrado do Distrito Federal também para aluguel.  Já, os menores valores medianos por metro quadrado foram observados em Taguatinga e Sobradinho. O aluguel de uma casa de 2 dormitórios nas cidades-satélites é de R$ 900, já em Brasília para o mesmo tipo de imóvel a locação é de R$ 2.350.

Vale ressaltar que o Lago Sul, bairro nobre da capital federal, possui os maiores valores medianos para aluguel que podem chegar a 12 mil reais. O maior valor mediano por metro quadrado é para quitinetes na Asa Sul de R$ 44,00.

Brasília também possui os maiores valores para a locação de lojas com a mediana de 4 mil reais, e o Setor de Indústria em salas comerciais de 2 mil reais, o aluguel .

Em agosto, o IGP-M, índice utilizado para o reajuste dos contratos de aluguel, aumentou 0,15%.

O volume de crédito do setor habitacional seguiu apresentando alta e atingiu o patamar de 13,94%, representando 7,68% do PIB.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF é favorável à moradias no Setor Comercial Sul

O Projeto de Lei Complementar que autoriza o uso residencial em imóveis comerciais localizados, nas quadras de 1 a 6, do Setor Comercial Sul, foi…

SECOVI/DF distribui máscaras de proteção às empresas associadas

As empresas associadas ao Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) estão recebendo, gratuitamente, máscaras de proteção contra a Covid-19 para seus funcionários e colaboradores.…

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia, ao DF Record sobre a alta dos aluguéis residenciais e a baixa no preço dos imóveis comerciais.…

SECOVI/DF condena reprovação de novo bairro pelo Iphan