MPF firma acordo com a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil

  • 24 de junho de 2009
O Ministério Público Federal e a Caixa Econômica firmaram um acordo criando uma linha de crédito imobiliário para os servidores do MPF com possibilidades mais vantajosas do que as oferecidas no mercado atualmente.
A Associação dos Servidores do Ministério Público Federal (ASMPF) fechou uma parceria com o Banco do Brasil, a partir de agora os servidores do Ministério Público Federal poderão escolher em qual instituição financeira irão fazer o seu financiamento habitacional.
Esses acordos fazem parte de uma linha de crédito habitacional, exclusiva para os servidores públicos federais, lançada pelo governo federal no final do ano passado. Segundo o Sindicato da Habitação no Distrito Federal (SECOVI/DF) esse tipo de cooperação serve para manter o mercado da construção civil aquecido.
A linha é oferecida aos servidores ativos e aos aposentados – da administração direta, autarquias e fundações públicas, além de funcionários de empresas públicas e de sociedade de economia mista.
Os convênios seguem a linha do pacote habitacional lançado pelo governo federal esta semana. Vale ressaltar que no final do ano passado, o GDF já havia firmado uma parceria com o Banco Regional de Brasília beneficiando aproximadamente 100 mil servidores públicos.
O presidente do SECOVI/DF, Miguel Setembrino, disse que a classe aguardava ansiosamente pelo Plano Habitacional lançado pelo governo esta semana. Para Setembrino convênios como esse do Ministério Público são importantes para incentivar as instituições públicas a manterem em alta o crédito imobiliário, e, por outro lado, beneficia também os bancos oficiais com oportunidades de bons negócios e de ampliação da base de clientes.
Segundo Túlio César Barbosa Siqueira, diretor do Sindicato da Habitação no Distrito Federal, o “nicho” do serviço público em Brasília é muito grande. “A crise atingiu o Brasil, mas não Brasília. Nosso mercado é atípico do resto do país e com o novo Plano Habitacional o setor só tende a crescer ”, afirma.
{backbutton}

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VOLUME GERAL DE VENDAS ATÉ ABRIL DE 2022 SUPERA 2021 EM 9,5 BI

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de abril, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), informa que em 2022 o Volume…

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…