Mercado imobiliário prevê crescimento para 2015

  • 12 de dezembro de 2014

O setor imobiliário brasileiro ganhará novo fôlego em 2015 impulsionado pelo crescimento de 10% nas concessões de crédito, além de fatores como aumento do salário mínimo, confiança do consumidor e novas unidades do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. A realização da Olimpíada no Rio de Janeiro em 2016, também, deverá impulsionar o mercado durante todo o ano, principalmente através de investimentos estrangeiros e da criação de postos de trabalho no período. Apesar do aumento de 0,5% na taxa básica de juros da economia, as vendas de imóveis devem continuar em ritmo acelerado.

De acordo com estimativas da Imoconnect (Imobiliárias Conectadas), empresa que desenvolve tecnologias para o mercado imobiliário e que possui uma rede de corretores autônomos e imobiliárias licenciadas no Brasil, o momento é favorável. O setor fechará 2014 com participação de 9% do Produto Interno Bruto (PIB), totalizando R$ 200 bilhões em financiamentos. O montante é 10% maior do que os valores registrados no ano passado, segundo dados da Caixa Econômica Federal. Para 2015, a expectativa é um novo crescimento de 10%.

Durante os testes realizados pela Imoconnect, os anúncios integrados nos portais geraram uma média de 1 milhão de envolvimentos com internautas interessados em imóveis para comprar ou alugar. O resultado é surpreendente: em média, 350 mil cliques únicos / mês aconteceram apenas, em produtos ofertados pela RE/MAX, maior rede de Franquias Imobiliárias do mundo e que está, agora, no Brasil.

Com informações da Segs

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VOLUME GERAL DE VENDAS ATÉ ABRIL DE 2022 SUPERA 2021 EM 9,5 BI

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de abril, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), informa que em 2022 o Volume…

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…