MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF PERMANECE ESTÁVEL

  • 3 de julho de 2015

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), referente ao mês de maio, concluiu que o mercado de imóveis da região permanece estável.

Os dados observados foram semelhantes aos dos últimos dois meses, a maior rentabilidade de imóveis residenciais, concentrou-se, novamente, na região de Águas Claras de 0,47% para apartamentos de 1 dormitório, com exceção das quitinetes, onde o Guará obteve o maior índice de rentabilidade, de 50%. Em relação à rentabilidade de imóveis comerciais, destaque para Brasília que obteve a maior rentabilidade na categoria lojas, de 0,61%. A maior rentabilidade de salas comerciais foi registrada em Águas Claras, de 0,58%. O Índice de Rentabilidade Imobiliária mede o quanto o aluguel em determinada região rende ao mês em relação ao seu preço de mercado.

No mês de maio, a amostra apresentou uma queda, após altas sucessivas nos últimos dois meses. Entre dezembro de 2014 a maio de 2015, a amostra passou de 47.715 para 44.599 imóveis.

 

Em relação aos preços dos imóveis residenciais, algumas das movimentações do mês de abril foram mantidas no mês analisado. Os maiores valores continuam sendo encontrados em Brasília. O maior preço  mediano é o de casas e apartamentos de 4 dormitórios, ambos atingindo, aproximadamente, 2 milhões de reais. O mesmo se repete com os menores valores que foram verificados nas regiões de Sobradinho, Samambaia, Ceilândia, Taguatinga e Gama, variando de acordo com o perfil do imóvel.

Quanto aos imóveis comerciais, os maiores valores da amostra foram verificados em Brasília, Águas Claras e Setor de Indústria. Na análise dos bairros de Brasília, a Asa Sul, a Asa Norte e o Lago Norte se destacaram. Os maiores valores de imóveis comerciais à venda encontram-se na Asa Sul e na Asa Norte, enquanto que os maiores registros para os imóveis residenciais foram encontrados na Asa Sul. Um apartamento de 4 dormitórios na região, pode ser vendido por 2 milhões e meio de reais.

No mês de maio, a distribuição de imóveis para locação apresentou números semelhantes ao do mês anterior, os imóveis residenciais e comerciais representaram 73,8% e 26,2% da amostra, respectivamente.

Brasília é a cidade com os maiores valores para locação em todas as categorias analisadas. O maior valor de aluguel encontrado foi o de casas com 4 dormitórios, de R$ 8.500.

No que se refere à locação de imóveis comerciais, a maior mediana foi verificada nas lojas do Setor de Indústria, com aluguel de R$ 6.382. Quanto às salas comerciais, o valor mais alto foi encontrado na Asa Norte, de R$ 2.000.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VOLUME GERAL DE VENDAS ATÉ ABRIL DE 2022 SUPERA 2021 EM 9,5 BI

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de abril, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), informa que em 2022 o Volume…

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…