Índice que reajusta aluguéis tem terceira deflação seguida

IGP-M ficou em -0,07% em maio e acumula taxa de 3,64% em 12 meses.
Preços ao consumidor tiveram alta menor que a do mês anterior, de 0,42%.
O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado para calcular o reajuste da maioria desses contratos, registrou em maio sua terceira deflação mensal consecutiva, de 0,07%. Com a queda, a taxa acumulada em 12 meses recuou para 3,64%. No ano, já está deflacionária em 1,14%.
Apesar de negativa, a taxa de maio ficou acima da registrada no mês anterior, de -0,15%. Nos primeiros cinco meses do ano, apenas a taxa de fevereiro ficou positiva, em 0,26%.
No sentido contrário, tiveram alta em suas taxas de variação os grupos despesas diversas (de 1,69% para 3,97%), habitação (de 0,33% para 0,63%), vestuário (de 0,44% para 0,67%), educação, leitura e recreação (de ‐0,17% para 0,03%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,82% para 0,90%).

Terceiro componente do IGP-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em maio, variação de 0,25%, acima do resultado do mês anterior, de ‐0,01%.

Fonte: G1

{backbutton}

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ÁGUAS CLARAS, A MANHATTAN DO CERRADO!

A mudança da sede do Governo do Distrito Federal (GDF) para o Centro Administrativo que engloba Águas Claras, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia irá movimentar o…

STJ entende que bem familiar pode ser penhorado em garantia fiduciária

A legislação não permite que um imóvel caracterizado como bem de família seja penhorado como garantia fiduciária. Porém, a Terceira Turma do Superior Tribunal de…

Fecomércio firma parceria com o BRB para oferecer benefícios aos sindicatos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) firmou, esta semana, uma parceria com o Banco de Brasília (BRB) para…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF DÁ SINAIS DE RECUPERAÇÃO

Nos últimos 10 anos, o mercado de imóveis novos do DF teve altos e baixos. Os anos de 2009 a 2011 foram os melhores em…