IGP-M chega a 0,55% na primeira prévia de abril

  • 14 de abril de 2011
O índice é usado como referência para reajuste em contratos de aluguel

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) apresentou alta na primeira prévia de abril, com uma taxa de 0,55%, superior ao índice de 0,48% do primeiro levantamento de março.

Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), a alta foi puxada pelos subíndices de Preços ao Produtor Amplo (IPA) e de Preços ao Consumidor (IPC).

O IPA teve inflação de 0,63% na primeira prévia de abril ante uma taxa de 0,56%. A alta deve-se aos produtos como alimentos processados (cuja taxa passou de 0,27% em março para 1,05% em abril) e materiais e componentes para a manufatura (de 0,67% para 1,03%).

O IPC passou de 0,35% em março para 0,46% em abril, alta influenciada principalmente por alimentos, que passaram de uma deflação de 0,04% para um aumento de 0,28%.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) foi o único dos três subíndices que compõem o IGP-M que não teve alta, já que apresentou a mesma taxa entre a primeira prévia de março e a primeira prévia de abril (0,23%).

A primeira prévia de abril do IGP-M foi medida pela FGV entre os dias 21 e 31 de março deste ano.

Com informações da Agência Brasil

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CLDF dará prioridade à tramitação do PPCUB

Foto: Nina Quintana O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputado distrital Wellington Luiz (MDB-DF), dará prioridade à discussão…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF MOVIMENTOU 17,35 BILHÕES EM 2023

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) apurou que o segmento de revenda (mercado secundário) movimentou R$ 17,35…

PPCUB É APROVADO APÓS 11 ANOS DE DEBATE

O PPCUB - Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília - principal instrumento de política urbana de Brasília, tombado nas instâncias distrital e federal…

SECOVI/DF participou do lançamento do Balcão Único e da sanção da Lei de parcelamento do solo

Da esquerda para a direita: Ovídio Maia, presidente do SECOVI/DF; Marcelo Vaz, Secretário de Habitação (SEDUH) e José Aparecido - presidente…