GDF legaliza o ilegal no centro de Brasília

  • 19 de fevereiro de 2016

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) denuncia a  operação Centro Legal lançada pelo governo do DF, desde o dia 11 de janeiro.

Para o SECOVI/DF, a medida que visa a revitalização do centro da cidade vem promovendo a ilegalidade em frente ao Setor Comercial Sul (SCS).  A operação retirou os camelôs de várias praças que permeiam o Setor Comercial e os instalou, dentro do estacionamento que fica em frente a W3 Sul, durante todas as quintas-feiras.  De acordo com os comerciantes locais é instalada uma grande tenda para os ambulantes comercializarem seus produtos.

Segundo o Sindicato da Habitação, as praças que existem no Setor Comercial Sul poderiam estar sendo utilizadas, sem a interrupção na passagem de pedestres e veículos. A atual medida do governo, além de atrapalhar o trânsito na região que já é bem complicado, vem irritando os comerciantes, bem como o Shopping e demais estabelecimentos que recolhem legalmente seus impostos. Vale lembrar que os “camelôs” não pagam IPTU/TLP , dentre outros impostos. Os empresários do local não concordam com as atuais medidas governamentais que tentam recuperar o centro da cidade e denunciam um número cada vez maior de lojas fechadas.

A Fecomércio/DF (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal)  tem recorrentemente se manifestado a respeito, pois o tema é pauta permanente dos comerciantes que são os maiores prejudicados pela medida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VOLUME GERAL DE VENDAS ATÉ ABRIL DE 2022 SUPERA 2021 EM 9,5 BI

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de abril, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), informa que em 2022 o Volume…

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…