Feirão da Caixa em Brasília negocia mais de R$ 1,15 bilhão

O 10º Feirão Caixa da Casa Própria, em Brasília, negociou no último fim de semana pelo menos R$ 1,15 bilhão em mais de 6 mil contratos de compra de imóveis. Segundo os organizadores, o evento atraiu aproximadamente 35 mil pessoas.

Para o 2º. Vice Presidente Financeiro do Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), Pedro Henrique Colares Fernandes, o Feirão foi uma oportunidade dos compradores desfrutarem de diversas opções de imóveis. “Foram ofertados  empreendimentos de vários tipos e em diversas regiões do Distrito Federal”, destacou.

Além da concentração de serviços em uma área de 51 mil metros quadrados, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, outro atrativo do Feirão foi a prorrogação do vencimento da primeira parcela. “A primeira prestação do financiamento contratado durante o período do evento ou em qualquer agência da Caixa, só será paga em janeiro do ano que vem”, explicou Elício Lima – superintendente regional da Caixa, no Distrito Federal. A entrada é uma exigência para a maior parte dos imóveis, principalmente, os enquadrados nas condições do Programa Minha Casa, Minha Vida que representaram a maior parte dos negócios no Feirão.

O Feirão da Casa Própria acontece a partir de hoje até o dia 25 de maio em Campinas, Florianópolis, Porto Alegre e Uberlândia.    

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF é favorável à moradias no Setor Comercial Sul

O Projeto de Lei Complementar que autoriza o uso residencial em imóveis comerciais localizados, nas quadras de 1 a 6, do Setor Comercial Sul, foi…

SECOVI/DF distribui máscaras de proteção às empresas associadas

As empresas associadas ao Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) estão recebendo, gratuitamente, máscaras de proteção contra a Covid-19 para seus funcionários e colaboradores.…

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia, ao DF Record sobre a alta dos aluguéis residenciais e a baixa no preço dos imóveis comerciais.…

SECOVI/DF condena reprovação de novo bairro pelo Iphan