Febraban altera datas de implantação do projeto da Cobrança com Registro

A data de início do processo de validação obrigatória do registro dos boletos na CIP (Câmara Interbancária de Pagamentos) deverá ser alterada de 01/01/2017 para 13/03/2017.

Desta forma, os boletos sem registro poderão ser pagos normalmente em qualquer banco até 10/03/2017. A partir do dia 13/03/2017, começará a haver a consulta na CIP para verificação se os títulos estão registrados.

O fim do boleto sem registro foi anunciado pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) como parte do Projeto Nova Plataforma de Cobrança, que tem o objetivo de trazer mais transparência para o mercado de pagamento.  

Segundo a entidade, haverá “ondas de implantação” deste processo de validação dos boletos na CIP por valor dos títulos. Confira:

 

a) 1ª Onda: 13/03/2017 a 07/05/2017 – Todos os boletos superiores a R$ 50.000,00 deverão estar registrados;

b) 2ª Onda: 08/05/2017 a 11/06/2017 – Todos os boletos entre  R$ 49.999,99 e R$ 2.000,00 deverão estar registrados;

c) 3ª Onda: 12/06/2017 a 16/07/2017 – Todos os boletos entre  R$ 1.999,99 e R$ 500,00 deverão estar registrados;

d) 4ª Onda: 17/07/2017 a 20/08/2017 – Todos os boletos entre  R$ 499,99 e R$ 200,00 deverão estar registrados;

e) 5ª Onda: A partir de 21/08/2017 – Todos os boletos abaixo de R$ 199,99 deverão estar registrados.

Com informações do SECOVIRio

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF é favorável à moradias no Setor Comercial Sul

O Projeto de Lei Complementar que autoriza o uso residencial em imóveis comerciais localizados, nas quadras de 1 a 6, do Setor Comercial Sul, foi…

SECOVI/DF distribui máscaras de proteção às empresas associadas

As empresas associadas ao Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) estão recebendo, gratuitamente, máscaras de proteção contra a Covid-19 para seus funcionários e colaboradores.…

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia, ao DF Record sobre a alta dos aluguéis residenciais e a baixa no preço dos imóveis comerciais.…

SECOVI/DF condena reprovação de novo bairro pelo Iphan