EMPRESÁRIOS DENUNCIAM OPERAÇÃO CENTRO LEGAL

  • 24 de fevereiro de 2016

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), que representa as empresas de Compra, Venda e Administração de Imóveis, denuncia a  operação Centro Legal lançada pelo governo do DF. Para o SECOVI, a medida que visa a revitalização do centro da cidade vem promovendo a ilegalidade em frente ao Setor Comercial Sul (SCS) e prejudicando o comércio de toda a região.

A operação retirou os camelôs de várias praças que permeiam o Setor Comercial e os instalou, dentro do estacionamento que fica em frente a W3 Sul, durante todas as quintas e sextas-feiras.  De acordo com os comerciantes locais é instalada uma grande tenda para os ambulantes comercializarem seus produtos.

Segundo o Sindicato da Habitação, a medida do governo além de atrapalhar o trânsito na região que já é bem complicado, vem irritando os comerciantes, bem como o Shopping e demais estabelecimentos que recolhem legalmente seus impostos. Vale lembrar que os “camelôs” não pagam IPTU/TLP , dentre outros impostos.

Os empresários do local não concordam com a “Operação” que tem o apoio da Polícia Militar e da própria AGEFIS (Agência de Fiscalização do GDF) e denunciam, em contrapartida, um número cada vez maior de lojas fechadas.  Isso sem contar, os diversos estabelecimentos que vêm sendo assaltados e não possuem o mínimo de segurança pública.

A Fecomércio/DF (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal)  tem recorrentemente se manifestado a respeito, pois o tema é pauta permanente dos comerciantes que são os maiores prejudicados pela medida. Essa medida é um verdadeiro descaso do governo com os empresários que pagam, corretamente, seus impostos.

Para o Sindicato, atualmente, os valores estão invertidos e a informalidade vem ganhando força.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CLDF dará prioridade à tramitação do PPCUB

Foto: Nina Quintana O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputado distrital Wellington Luiz (MDB-DF), dará prioridade à discussão…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF MOVIMENTOU 17,35 BILHÕES EM 2023

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) apurou que o segmento de revenda (mercado secundário) movimentou R$ 17,35…

PPCUB É APROVADO APÓS 11 ANOS DE DEBATE

O PPCUB - Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília - principal instrumento de política urbana de Brasília, tombado nas instâncias distrital e federal…

SECOVI/DF participou do lançamento do Balcão Único e da sanção da Lei de parcelamento do solo

Da esquerda para a direita: Ovídio Maia, presidente do SECOVI/DF; Marcelo Vaz, Secretário de Habitação (SEDUH) e José Aparecido - presidente…