Empreendimento brasileiro é considerado um dos mais sustentáveis da Europa

  • 10 de outubro de 2017

O Lisbon Green Valley, um dos principais empreendimentos imobiliários de Portugal, se destaca pela sua sustentabilidade. A preocupação ambiental é defendida pelo brasileiro Gilberto Jordan, CEO do grupo Jordan, responsável pelo empreendimento e bastante conhecido no setor imobiliário português.

O empreendimento recebeu uma certificação A++ do sistema LiderA (um dos principais em avaliação de sustentabilidade), sendo qualificado com um desempenho ambiental superior a 90%, o que o torna uma das mais sustentáveis moradias de todo o continente.  Tudo foi pensado para reduzir os impactos ambientais e aumentar a eficiência energética. Desde a qualidade da construção, aos isolamentos, a escolha dos materiais, a utilização de sistemas de reutilização de águas, aos painéis solares, entre  outros.

Localizado a apenas 15 minutos do centro de Lisboa, o Lisbon Green Valley é um dos projetos imobiliários mais sustentáveis da Europa. O projeto que conta com um investimento global de €100 milhões na primeira fase, proporciona aos moradores e visitantes um contato direto com amplas áreas verdes perfeitamente preservadas.

 

Assumindo esta preservação ambiental como uma prioridade, o empreendimento assegura a captação e posterior reaproveitamento de águas fluviais e reciclagem de água por meio de reservatórios previamente instalados, bem como o tratamento da água das piscinas por via de ionização, reduzindo assim a utilização de cloro prejudicial ao meio ambiente. 

A preocupação ambiental é ainda visível na escolha dos equipamentos envidraçados com alto desempenho solar, utilização de madeiras provenientes de florestas sustentáveis e outros aspectos como a pré-instalação para carregamento de carros elétricos.

Com a construção deste empreendimento que reúne inúmeras especificações de sustentabilidade, o grupo adianta-se à legislação e executa projetos que se aproximam das obrigações da construção do futuro – NZEB (Nearly Zero Energy Buildings) – indo de encontro aos objetivos definidos pelo Protocolo de Quioto em matéria de eficiência energética. Algo que é inovador.

Com informações da Cunha Vaz Brasil

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…

VENDA DE IMÓVEIS EM JANEIRO DE 2022 DOBRA EM RELAÇÃO À 2021

O Volume Geral de Vendas (VGV) acumulado até o mês de janeiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R $3,16 bilhões, superando o mês…