Corretores poderão avaliar imóveis para revisão de taxas de ocupação e foros

  • 10 de junho de 2016

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, por meio da Secretaria do Patrimônio da União (SPU), simplificou os procedimentos para revisão das taxas de foro e de ocupação de imóveis da União relativas ao exercício de 2016.

De acordo com a Portaria nº 128, publicada no Diário Oficial da União no último dia 31/05, a documentação necessária para solicitar a revisão do valor das taxas não precisa mais ter um laudo de engenharia para comprovação do valor do imóvel.

A partir de agora, os documentos necessários para estimar o valor do imóvel, excluídas as benfeitorias, podem ser anúncios e ofertas na área do imóvel requerido, informações cartoriais, documento produzido por profissionais registrados em órgãos de classe como o Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (CRECI), o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) e o Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo (CAU), entre outros.

As taxas de foro e de ocupação do exercício de 2016 vencem no dia 10 de junho. O pagamento pode ser dividido em até sete vezes, de junho a dezembro, com vencimento até o dia 10 de cada mês. Cada parcela deve ter um valor mínimo de R$ 100,00. Alterações na legislação patrimonial realizadas em 2015 implicaram alterações nos valores das taxas de foro e de ocupação.

Os requerimentos de revisão do valor das taxas deverão ser apresentados às Superintendências do Patrimônio da União no Estado onde se localiza o imóvel. O interessado poderá anexar a documentação para estimar o valor do imóvel em análise já no ato do requerimento, mas também terá o prazo de 15 dias para juntar documentos ao processo.

Com informações do Ministério do Planejamento

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI DIVULGA LISTA DOS IMÓVEIS USADOS MAIS CAROS E MAIS BARATOS NO DF

O Boletim de Conjuntura Imobiliária de julho de 2022 com amostra referente ao mês de junho divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF)…

QUAL É A RENDA MÉDIA ANUAL PARA SE FINANCIAR UM IMÓVEL NO DF?

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) divulgou os dados referentes à renda média anual familiar para se financiar um imóvel dependendo da região…

SECOVIS DIVULGAM DADOS DE IMÓVEIS EM BRASÍLIA, RIO E SÃO PAULO

O Boletim de Conjuntura Imobiliária do mês de junho com amostras referente à maio de 2022 divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF)…

VENDA DE IMÓVEIS NO DF SEGUE EM ALTA

O Boletim de Conjuntura Imobiliária do Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) registrou que o Volume Geral de Vendas (VGV) acumulado até o mês…