Conplan aprova o projeto de uma nova cidade no DF

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano (Conplan) aprovou o projeto urbanístico da Cidade Urbitá, próximo a Sobradinho. O empreendimento terá prédios de até 10 andares sem grades ou cercas, integrados ao espaço público e envoltos por 3 milhões de metros quadrados de parques. A capacidade de moradores da nova cidade será de 118 mil. O projeto já tem licença ambiental, estudos de tráfego aprovados e poderá gerar investimentos de pelo menos R$ 300 milhões nas primeiras etapas.

A Cidade Urbitá é um empreendimento privado e será construída nas terras da antiga Fazenda Paranoazinho, uma área que engloba condomínios irregulares e terras vazias. O projeto aprovado inclui 922 hectares.

A primeira etapa do projeto aprovada pelo Conplan poderá abrigar 11 mil moradores.

Apesar da aprovação, uma das preocupações é com o trânsito que já está saturado na área com os constantes engarrafamentos na BR-020, principalmente na subida do Colorado. A obra do Trevo de Triagem Norte que prevê a duplicação da Ponte do Bragueto, no Lago Norte, e de um complexo de viadutos para aliviar os congestionamentos foi concebida sem levar em conta esse adensamento populacional.

A oferta de serviço público na região também é escassa e faltam áreas para a construção de escolas, postos de saúde ou hospitais. Os especialistas terão que verificar também o abastecimento de água no local, haja visto a crise hídrica que o Distrito Federal sofreu recentemente.

Com informações do Correio Braziliense

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

EMPRESÁRIO DO RAMO IMOBILIÁRIO VENHA CONHECER O SEU SINDICATO

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal - SECOVI/DF - representa as empresas de compra e venda de imóveis, as imobiliárias, as administradoras de imóveis,…

SECOVI/MG convida para Missão Empresarial em Dubai

O Sindicato da Habitação de Minas Gerais (SECOVI/MG) convida os profissionais do mercado imobiliário e de incorporação brasileiro para uma missão empresarial nos Emirados Árabes…

Comissão de Corretagem deve ser paga mesmo sem o recebimento de sinal

A 5ª Turma Cível do TJDFT determinou que a comissão de corretagem pelo serviço de intermediação imobiliária é devida pelo vendedor que, sem justificativa plausível…

Alerta: Cuidado com as startups de venda e locação de imóveis

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta sobre os serviços oferecidos por startups de venda e locação de imóveis, as chamadas imobiliárias virtuais.…