Casa própria de até R$ 300 mil deve ser financiada pelo FGTS

O conselho que administra o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) deverá, na próxima semana, elevar de R$ 190 mil para R$ 300 mil o valor máximo dos imóveis que podem ser financiados com esses recursos.
O objetivo é aumentar o dinheiro para o crédito imobiliário, o que compensaria em parte a falta de recursos da poupança usados para o financiamento habitacional.

Reportagem da Folha desta quinta-feira (21) revelou que a Caixa, maior financiadora habitacional do país, vai fazer um corte de 20% no crédito para a casa própria, podendo chegar a R$ 25 bilhões.

A proposta do governo tem o apoio de representantes de trabalhadores e empregadores no Conselho Curador do FGTS, que se reúne na próxima terça-feira (26).

Empréstimos com dinheiro do fundo têm juros de até 8,47% ao ano. Para ter acesso a essa taxa, há também a exigência de renda familiar mensal bruta de até R$ 5.400.

Já os recursos da poupança são direcionados aos imóveis entre R$ 190 mil e R$ 750 mil, sem limite de renda, com juros de até 12% + TR ao ano.

Será criada a faixa de R$ 190 mil a R$ 300 mil com FGTS, sem limite de renda e com os juros da poupança. Com isso, o dinheiro da caderneta irá para o crédito a imóveis de maior valor.

INVESTIMENTO

Outro tema que será discutido na reunião de terça é a transferência de R$ 10 bilhões de um fundo de investimento que conta com recursos do FGTS para o BNDES.

O FI-FGTS usa recursos do trabalhador para investir diretamente em projetos de infraestrutura. Pelas regras atuais, não é possível emprestar dinheiro para bancos. Por isso, uma das propostas do governo é alterar essa norma.

Parte dos conselheiros do FGTS é contra a proposta, mas o governo tem poder para aprová-la, pois conta com metade dos votos do colegiado e ainda pode desempatar o placar a seu favor. 

Fonte: Folha Online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF informa: MPT confirma benefícios somente para associados

A Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região sob a égide da Lei 13.467/2017, a nova legislação trabalhista, confirma que benefícios como: vale-alimentação, vale-transporte, Participação…

ITBI TEM ALTA DE 70,8% EM OUTUBRO NA VENDA DE IMÓVEIS NO DF

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) informa que o mercado imobiliário segue em contínua alta, mesmo em época de pandemia, registrando uma variação…

SECOVI/DF – NOTA DE FALECIMENTO

É com imenso pesar que o Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) comunica o falecimento de Pablo Balduíno de Magalhães, sócio-diretor da Imobiliária Atendeu,…

CONPLAN APROVA REVISÃO DA LUOS

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF (Conplan) aprovou, por unanimidade, a minuta do projeto de lei complementar de revisão da Lei de…