Cai a Lei dos Hidrômetros Individuais

Agora, a individualização dos hidrômetros nos apartamentos não é mais obrigatória

O Distrito Federal tem cerca de cinco mil prédios, mas apenas 15% aderiram à individualização dos hidrômetros. Desde 2005, estava em vigor uma lei que obrigava os condomínios a implantarem um medidor de água para cada apartamento.

Mas uma nova lei publicada no final do mês passado, no Diário Oficial, diz que a individualização dos hidrômetros não é mais obrigatória. A decisão fica por conta dos moradores. Se optarem por não separar os medidores, os síndicos dos condomínios devem comunicar a decisão à Agência Reguladora de Águas do DF (Adasa). Com a nova lei, pelo menos 70% dos condomínios estão desistindo da individualização, principalmente, por causa do custo.

“A conta de água não diminuiu em quantitativos, porque a Caesb passa a cobrar uma taxa mínima de consumo de cada apartamento”, diz o presidente do Sindicondomínio, Delzio Júnior.

Mas Adeilson Duarte, síndico de um prédio no Sudoeste, discorda. Segundo ele há quatro meses a conta já vem individualizada. “Os moradores estão se conscientizando, apesar de terem gasto cerca de  2.600 reais pela separação dos hidrômetros, os benefícios apareceram. A conta geral que chega para o condomínio ficou 40% mais baixa”, afirma.

Fonte: DF/TV

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CONPLAN APROVA REVISÃO DA LUOS

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF (Conplan) aprovou, por unanimidade, a minuta do projeto de lei complementar de revisão da Lei de…

Revisão da Luos é aprovada

A minuta do projeto de lei complementar segue agora para a Câmara Legislativa do DF Durante reunião virtual realizada nesta quinta-feira (19), o Conselho de…

Projeto de revitalização do SIG é aprovado por unanimidade

O parecer do relator, representante da Fecomércio-DF e presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia, sobre o projeto de revitalização do Setor de Indústrias Gráficas (SIG) foi…

Clipping Band News – Moradia no Setor Comercial Sul