Brasil tem primeira deflação após 11 anos

  • 7 de julho de 2017

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, divulgou hoje que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo, IPCA registrou queda de 0,23%, em junho.

Esta foi a primeira deflação mensal registrada no país desde junho de 2006, quando havia ficado em -0,21%, considerada a taxa mais baixa desde o início do Plano Real.

Desde maio, a taxa vinha sofrendo uma queda forte quando ficou em 0,31%, em relação ao mesmo mês do ano passado, que havia registrado 0,35%. Portanto, o acumulado em 12 meses está em 3%, abaixo da meta do governo, que é de 4,5%.

Entre os grupos pesquisados pelo IBGE que tiveram maior queda estão alimentação e bebidas, que caíram  -0,35% em maio para -0,50% em junho. O mesmo aconteceu em Transportes, que foi de -0,42% em maio para -0,52% em junho, devido aos combustíveis.

O setor de habitação teve a maior virada, de 2,14% em maio para -0,77% em junho, puxado pelas contas de energia elétrica que reduziram em 5,52% e foram responsáveis por um impacto negativo de 0,20 ponto percentual no IPCA do mês. Porém, outros fatores pressionaram o grupo habitação para cima que foram os aumentos de 1,14% nas contas de condomínio e de 2,16% nas de água e esgoto.

A queda do consumo, da renda e do emprego também estão entre os fatores que contribuíram para a queda dos preços.

O IPCA é calculado pelo IBGE e se refere às famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos e abrange 10 regiões metropolitanas do país, além de Goiânia, Campo Grande e Brasília.

Com informações da Exame.com

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CLDF dará prioridade à tramitação do PPCUB

Foto: Nina Quintana O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputado distrital Wellington Luiz (MDB-DF), dará prioridade à discussão…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF MOVIMENTOU 17,35 BILHÕES EM 2023

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) apurou que o segmento de revenda (mercado secundário) movimentou R$ 17,35…

PPCUB É APROVADO APÓS 11 ANOS DE DEBATE

O PPCUB - Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília - principal instrumento de política urbana de Brasília, tombado nas instâncias distrital e federal…

SECOVI/DF participou do lançamento do Balcão Único e da sanção da Lei de parcelamento do solo

Da esquerda para a direita: Ovídio Maia, presidente do SECOVI/DF; Marcelo Vaz, Secretário de Habitação (SEDUH) e José Aparecido - presidente…