Belicosidade e nanismo diplomático

  • 27 de fevereiro de 2015

Miguel Setembrino E. de Carvalho – Presidente do Conselho Consultivo SECOVI/DF

Ao discursar na última 3ª feira, 24/2, na sede da ABI (Associação Brasileira de Imprensa), no Rio de Janeiro, em mais um ato em defesa da Petrobrás, Luís Inácio Lula da Silva, conclamou aos “companheiros  fanáticos” para irem à guerra contra os inimigos externos da petroleira e àqueles que ousam se manifestar contrariamente ao escândalo que se tornou esse desgoverno petista.

Todavia, mal sabia – como de hábito – o petista que já havia, por si só, proclamado um ato de guerra contra uma nação amiga ao se recusar a receber as credenciais do embaixador da Indonésia no Palácio do Planalto, com o embaixador já presente para a cerimônia, tendo sido desconvidado no último minuto, em um ato que nos manuais da boa diplomacia equivale a uma declaração de beligerância.

Sabedores do histórico desse governo em política externa, tendo sido já merecedor do epíteto de “anão diplomático” – outorgado por diplomata israelense de 3º escalão -, ao se envolver onde não devia, cremos que essa manobra infeliz, birrenta, grosseira, amadora e contraproducente só pode ter brotado no seio do chamado núcleo duro (de doer) de assessores palacianos, preocupados em arrumar um factoide que desviasse os olhares gerais do palco principal, onde a tragicomédia de horrores continua a rolar solta.
O resultado dessa bazófia? Ato contínuo, o governo indonésio anunciou o cancelamento de encomenda de aviões da Embraer provocando mais um buraco nas contas externas da economia nacional. Como se não bastasse, se ainda havia a remotíssima chance de o segundo traficante de drogas brasileiro, condenado à morte, obter algum perdão presidencial, com essa atitude tal possibilidade esvaiu-se por completo. E como não podia deixar de ser, uma vez mais o nome e a autoestima dos brasileiros uma vez mais atirados à lama. Vivo fosse, o Barão do Rio Branco se mataria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VOLUME GERAL DE VENDAS ATÉ ABRIL DE 2022 SUPERA 2021 EM 9,5 BI

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de abril, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), informa que em 2022 o Volume…

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…