Aluguel poderá subir este mês

O Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), usado para corrigir os contratos de aluguel, registrou queda de 0,18% em junho. Todos os indicadores que compõem o índice apontaram recuo, reflexo do desaquecimento da economia internacional e do menor ritmo da demanda no país. Porém, no acumulado do ano, o IGP-M teve alta de 3,15%. Em 12 meses, a variação é de 8,65%, portanto, o índice servirá de referência para a correção dos contratos com vencimento neste mês.
 
A taxa ficou dentro das estimativas dos analistas, que projetavam deflação entre 0,10% e 0,40%. Pelas contas da Fundação Getúlio Vargas, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), que responde por 60% do IGP-M, caiu 0,45%, depois de subir 0,03% em maio. Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) teve baixa de 0,12% ante alta de 0,90% no mês passado. 
O Índice Nacional de Custos da Construção (INCC-M), por sua vez, subiu 1,43% em junho, após elevação de 2,03% nos 30 dias anteriores. 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF informa: MPT confirma benefícios somente para associados

A Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região sob a égide da Lei 13.467/2017, a nova legislação trabalhista, confirma que benefícios como: vale-alimentação, vale-transporte, Participação…

ITBI TEM ALTA DE 70,8% EM OUTUBRO NA VENDA DE IMÓVEIS NO DF

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) informa que o mercado imobiliário segue em contínua alta, mesmo em época de pandemia, registrando uma variação…

SECOVI/DF – NOTA DE FALECIMENTO

É com imenso pesar que o Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) comunica o falecimento de Pablo Balduíno de Magalhães, sócio-diretor da Imobiliária Atendeu,…

CONPLAN APROVA REVISÃO DA LUOS

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF (Conplan) aprovou, por unanimidade, a minuta do projeto de lei complementar de revisão da Lei de…