ÁGUAS CLARAS, A MELHOR OPÇÃO PARA SE INVESTIR

  • 29 de abril de 2011
O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de março de 2011, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) e elaborado pela Econsult (empresa júnior ligada ao departamento de economia da Universidade de Brasília – UNB) traz Águas Claras como a melhor cidade em termos de rentabilidade imobiliária.

Desde o boletim passado as quitinetes de Águas Claras já demonstravam um ótimo rendimento, este mês a novidade é que os apartamentos de 1 dormitório na região apresentaram os aluguéis mais rentáveis. Tendo-se como preço de comercialização de um apartamento de 1 dormitório de R$170.000,00, ao longo de um ano, com a taxa apresentada, o investidor teria um rendimento de R$9.852,41. É importante ressaltar, que tal taxa não inclui a valorização do imóvel, o que aumentaria consideravelmente a sua rentabilidade.

O mercado de Brasília, de acordo com o boletim, é o que apresenta maior estabilidade e possui os maiores preços medianos com relação aos imóveis destinados à comercialização, portanto, é detentor dos valores mais expressivos para os diversos tipos de apartamentos ao analisarmos os preços por metro quadrado. O valor do metro quadrado de um apartamento de 3 dormitórios na cidade não sai por menos de R$ 8.000,00. Contudo, devemos considerar a divergência de preços entre os bairros da cidade: Asa Sul, Asa Norte e Sudoeste. O estudo constatou que o metro quadrado mais caro de Brasília encontra-se na Asa Sul, nos apartamentos de 1 dormitório com o valor de R$ 10.662,00, devemos considerar neste caso a pouca oferta de imóveis com esse perfil na região.

Em relação aos imóveis comerciais, o estudo constatou este mês uma queda em comparação ao mês anterior. Nas lojas de Águas Claras, observou-se um decréscimo no valor do metro quadrado em relação a fevereiro. Na contramão, locais como Brasília, Setor Industrial, Sobradinho e Taguatinga apresentaram elevação nos preços.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CLDF dará prioridade à tramitação do PPCUB

Foto: Nina Quintana O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputado distrital Wellington Luiz (MDB-DF), dará prioridade à discussão…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF MOVIMENTOU 17,35 BILHÕES EM 2023

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) apurou que o segmento de revenda (mercado secundário) movimentou R$ 17,35…

PPCUB É APROVADO APÓS 11 ANOS DE DEBATE

O PPCUB - Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília - principal instrumento de política urbana de Brasília, tombado nas instâncias distrital e federal…

SECOVI/DF participou do lançamento do Balcão Único e da sanção da Lei de parcelamento do solo

Da esquerda para a direita: Ovídio Maia, presidente do SECOVI/DF; Marcelo Vaz, Secretário de Habitação (SEDUH) e José Aparecido - presidente…