ÁGUAS CLARAS, A MANHATTAN DO CERRADO!

A mudança da sede do Governo do Distrito Federal (GDF) para o Centro Administrativo
que engloba Águas Claras, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia irá movimentar o mercado imobiliário da região.

Águas Claras é, das cidades próximas do Centro Administrativo, a mais bem estruturada
em relação ao comércio, serviços e, principalmente, ao lazer. A cidade possui um excelente parque, algumas das melhores escolas do DF, shoppings e diversos restaurantes, além de contar com estação do metrô e uma vida noturna pulsante.

A região de Águas Claras teve poucos lançamentos nos últimos anos, atualmente
possui menos de 500 unidades e a previsão é que a cidade receba entre 5 e 10 novos lançamentos em 2019. Considerando que o estoque de imóveis novos na região é pequeno e que a procura vai aumentar, seguem algumas dicas:

• para os Incorporadores: agilizarem os lançamentos (quem lançar primeiro vai
vender mais);

• para os Investidores: comprarem imóveis prontos para alugarem (a procura vai
aumentar);

• para os Compradores: anteciparem a decisão de compra (os preços irão subir).

Vale ressaltar que a região de Águas Claras separou–se de Taguatinga em 2009:

• 56% da população está na faixa de 25 a 56 anos;

• 1/3 da população é solteira e de servidores públicos e militares;

• 40% da população tem nível superior;

• 12% dos moradores são mineiros;

• é a 5ª população do DF com mais de 170 mil habitantes.

O mercado imobiliário da região até 1994 só tinha construções de 12 andares,
em 1998 foi permitido prédios até 32 andares. Atualmente, possui 50.000 imóveis, um parque com 126 hectares, além de avenidas, alamedas, praças com uma infinidade de plantas e aves da fauna e flora brasileira.

Parabéns Águas Claras, a Manhattan do Cerrado!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

IMÓVEIS EM ÁGUAS CLARAS SÃO OS MAIS RENTÁVEIS DO DF

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), referente ao mês de maio, mostra que as lojas e salas…

Fundos imobiliários atingem 32% de público investidor

Dados da B3, a base de investidores de fundos imobiliários (FII) listados comprovam uma expansão acelerada equivalente a 32% do público investidor da bolsa. Em…

A Lei Geral de proteção de dados e o setor imobiliário

A Lei 13.709/2018, conhecida como Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD),  que entrará em vigor em agosto de 2020, estabelece normas, direitos e obrigações…

Secovi-DF participará efetivamente da CBCSI

O presidente do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) e vice-presidente da Federação…