A RETOMADA DO MERCADO IMOBILIÁRIO

  • 15 de setembro de 2017

Os dados apresentados no último Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), referente ao mês de julho, refletem a expectativa de retomada do mercado imobiliário. Um dos pontos verificados foi a redução da taxa básica de juros (SELIC) que atingiu o valor de 9,25%. Essa redução estimula o financiamento imobiliário e, consequentemente, aumenta a demanda por imóveis. Outro ponto que merece destaque é a troca de ativos. Ou seja, o investidor troca as aplicações do mercado financeiro e volta a investir no setor imobiliário, o que também estimula o mercado de imóveis.

Vale ressaltar, a redução no estoque de imóveis novos. Em 2013, tínhamos cerca de 18.000 imóveis em estoque. Já no ano passado, esse número caiu para 10.000 gerando um ponto de equilíbrio para o setor e, atualmente, o estoque de lançamentos está em torno de 4.800 unidades considerado baixo, o que estimula o mercado.

Podemos citar também, o crescimento do Produto Interno Bruno (PIB), no segundo trimestre deste ano, em 0,2 pts que foi  impulsionado pelo setor de comércio e serviços demonstrando um quadro otimista para o setor. A Taxa de Desocupação ficou em 13%, registrando o quarto recuo consecutivo do ano, o que é, extremamente, positivo.

Em relação às cotações do mercado, a maior variação registrada foi do índice IMOB – BM&FBOVESPA Imobiliário – que apresentou crescimento de 9,94%, refletindo uma valorização das ações e títulos que compõem as empresas relacionadas ao mercado imobiliário.

 

Confira a íntegra da pesquisa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VOLUME GERAL DE VENDAS ATÉ ABRIL DE 2022 SUPERA 2021 EM 9,5 BI

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de abril, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), informa que em 2022 o Volume…

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…