Venda de imóveis aumenta 17,3%

O mercado imobiliário brasileiro dá sinais de melhora, segundo dados divulgados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) em parceria com o Senai.

No segundo trimestre do ano, as vendas aumentaram 17,3%, em comparação com os primeiros três meses de 2018. Já em relação ao mesmo trimestre do ano anterior a alta foi de 32,1%.

Entre abril e junho, deste ano, foram vendidas 29,9 mil unidades, de forma que o estoque total de imóveis disponíveis caiu para 124,7 mil unidades. O pior trimestre para a comercialização de imóveis foi o quarto de 2016, quando o estoque era de 21 meses.

De acordo com a pesquisa, a Região Sul foi a única com queda na venda de imóveis, de apenas 1,1%. Nas outras regiões do país, as que mais apresentaram alta foram o Norte, com 40,7% a mais, e o Nordeste com 34,7%. As vendas no Sudeste cresceram 16,4% e, no Centro-Oeste, 6,7%.

Pelos números do CBIC, os lançamentos de imóveis mais que dobraram em relação ao primeiro trimestre do ano. Foram lançadas 24,5 mil unidades de abril a junho contra 11,6 mil nos três meses anteriores.

As vendas foram maiores que os lançamentos, mas ainda insuficientes para repor o que está sendo vendido. A CBIC projeta que os lançamentos aumentarão entre 5% e 10% até o fim do ano, na comparação com 2017, e as vendas devem crescer de 10% a 20%.

Com informações do Correio Braziliense

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sindicato da Habitação do DF assina acordo com entidade dos trabalhadores para manter empregos no setor

Com o objetivo de minimizar o avanço do novo coronavírus e tentar diminuir os impactos negativos no setor, além de visar a segurança jurídica do…

Secovi-DF orienta imobiliárias sobre o retorno às atividades

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta os empresários do setor imobiliário sobre as medidas que devem ser adotadas nessa volta ao trabalho…

GUIA PRÁTICO DO CORRETOR DE IMÓVEIS DURANTE A PANDEMIA

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) divulga o “Guia Prático do Corretor de Imóveis” com ferramentas e formas de ajudar a todos do…

CAIXA amplia medidas para o mercado imobiliário durante pandemia

A Caixa Econômica Federal anunciou novas medidas de proteção e estímulo ao setor imobiliário injetando cerca de R$ 43 bilhões de recursos na economia que…