SECOVI é citado em matéria!!!

Manoel Neto comprou casa avaliada em R$ 3 milhões
A compra do imóvel foi no mesmo ano em que a sua esposa, a deputada federal Jaqueline Roriz (PMN), recebeu dinheiro de Durval Barbosa. A casa foi registrada com valor de R$ 150 mil.

 DFTV – 1ªEdição

A casa foi registrada com o valor de R$ 150 mil, 20 vezes menos do que realmente vale o imóvel e existem suspeitas de superfaturamento. A bancada do DF na Câmara dos Deputados deve entragar ainda hoje à presidência da Casa um pedido para que o Conselho de Ética investigue a deputada Jaqueline Roriz

A deputada Jaqueline Roriz vai ficar longe da Câmara dos Deputados por mais uma semana graças a um atestado médico emitido por uma clínica do Rio de Janeiro. Dez dias depois da divulgação do vídeo em que aparece ao lado do marido, Manoel Neto, recebendo dinheiro de Durval Barbosa.

A parlamentar divulgou uma nota assumindo que esteve algumas vezes no escritório de Durval Barbosa, a pedido dele, para receber recursos para a campanha de 2006 e que esses recursos não foram contabilizados na prestação de contas.

Ex-funcionários de Jaqueline Roriz quando ela era deputada distrital revelam que Manoel Neto, também chamado de MN, era quem dava todas as ordens no gabinete. “A relação dele no gabinete é que ele que era o deputado. Ele que mandava, inclusive, ele declarou numa reunião que quem é o deputado é ele. Quem mandava era ele”, fala um ex-funcionário que não quis se identificar.

No mesmo ano em que foi feita a gravação de Jaqueline e o marido recebendo um maço de dinheiro das mãos de Durval Barbosa, Neto comprou um casa no Setor de Mansões do Lago Norte, na ML 6, no valor de R$ 150 milhões.

Um documento do cartório de Alexânia (GO) com data de 9 de junho de 2006 mostra que Manoel Costa de Oliveira Neto registrou a compra do terreno de 5,4 mil metros quadrados, com uma casa com mais de 900 metros quadrados de área construída, além de uma outra casa para o caseiro por R$ 150 mil. O imóvel foi registrado no cartório de Brasília pelo mesmo valor.

O Sindicatoi, que representa o mercado imobiliário prefere não dizer quanto valia o imóvel cinco anos atrás. Mas pela tabela de hoje, o metro quadrado mais barato no Lago Norte custa R$ 3.267 mil. O que daria à casa de Manoel Neto um valor mínimo de R$ 3 milhões.

De acordo com o delegado, Victor Dan, que investiga crimes contra a ordem tributária, registrar um imóvel com valor muito abaixo do de mercado, pode significar sonegação de impostos. “Ou não pagar, ou diminuir o valor do tributo”, fala.

Manoel Neto disse, por meio da assessoria, que não quer falar sobre com a imprensa. O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT), aguarda informações que ele solicitou ao Ministério Público sobre as investigações envolvendo a deputada Jaqueline Roriz. Maia também disse que o fato da deputada estar afastada não vai atrapalhar as investigações na Câmara dos Deputados.

O Supremo Tribunal Federal autorizou ontem a abertura de inquérito para investigar a parlamentar. A Polícia Federal tem 30 dias para fazer a perícia no vídeo em que ela aparece recebendo o maço de dinheiro.

Raquel Porto Alegre / Rafael Sobrinho / Luis Rodnei

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF é favorável à moradias no Setor Comercial Sul

O Projeto de Lei Complementar que autoriza o uso residencial em imóveis comerciais localizados, nas quadras de 1 a 6, do Setor Comercial Sul, foi…

SECOVI/DF distribui máscaras de proteção às empresas associadas

As empresas associadas ao Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) estão recebendo, gratuitamente, máscaras de proteção contra a Covid-19 para seus funcionários e colaboradores.…

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia

Entrevista concedida pelo presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia, ao DF Record sobre a alta dos aluguéis residenciais e a baixa no preço dos imóveis comerciais.…

SECOVI/DF condena reprovação de novo bairro pelo Iphan