SECOVI DIVULGA NOVOS DADOS DO MERCADO IMOBILIÁRIO NO DF

Os dados do mês de outubro do Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgados pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI-DF) demonstram que a economia brasileira continua em crescimento, podemos citar: as elevações do Indice de Confiança do Consumidor (ICC), do faturamento real da indústria e a estabilidade da taxa de desocupação fixada em 6%.

A base monetária, seguindo o observado em setembro, apresentou variação positiva de 2,5%. O saldo das operações de crédito obteve uma nova ampliação seguindo uma variação de 33,1% no ano e de 47,3% no acumulado de 12 meses.  Esse crescimento, causado pelo aumento da demanda, fez com que o volume do crédito habitacional passasse a representar 4,6% do PIB, ante 3,5% em setembro de 2010.

No mês de outubro, a variação dos quatro investimentos em capital foi positiva. O Ibovespa fechou em 11,49%, o Índice Brasil 50 apresentou aumento de 9,66%, o Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGC) registrou expansão de 8,33% e o Índice Imobiliário (IMOB) fechou em 12,59%, apresentando a maior alteração neste mês.  

A análise de ofertas para imóveis residenciais à venda no Distrito Federal continuou apresentando Brasília como detentora dos maiores valores. A Asa Sul obteve a liderança: um apartamento de 4 dormitórios no bairro custa aproximadamente 2 milhões de reais.

O Cruzeiro apresentou também grande valorização. Foi o segundo maior em valores absolutos com destaque para casas de 3 dormitórios que foram orçadas em 780 mil reais.

No que se refere aos imóveis comerciais, Águas Claras e Brasília apresentaram os maiores preços por metro quadrado em salas e lojas comerciais, variando entre 6 e 10 mil reais. As lojas em Águas Claras tiveram uma valorização de 4,1% em outubro no preço mediano de venda. Já as salas comercias no Setor de Indústria valorizaram aproximadamente 12%, estimadas em 426 mil reais.

Ressaltamos que o preço médio do aluguel de casas com 2 ou mais quartos em Brasília subiu cerca de 5% em relação ao mês de setembro.

Contato: Cristiane Baker

Assessoria de Imprensa – SECOVI/DF

(61) 8111.3166

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sindicato da Habitação do DF assina acordo com entidade dos trabalhadores para manter empregos no setor

Com o objetivo de minimizar o avanço do novo coronavírus e tentar diminuir os impactos negativos no setor, além de visar a segurança jurídica do…

Secovi-DF orienta imobiliárias sobre o retorno às atividades

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta os empresários do setor imobiliário sobre as medidas que devem ser adotadas nessa volta ao trabalho…

GUIA PRÁTICO DO CORRETOR DE IMÓVEIS DURANTE A PANDEMIA

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) divulga o “Guia Prático do Corretor de Imóveis” com ferramentas e formas de ajudar a todos do…

CAIXA amplia medidas para o mercado imobiliário durante pandemia

A Caixa Econômica Federal anunciou novas medidas de proteção e estímulo ao setor imobiliário injetando cerca de R$ 43 bilhões de recursos na economia que…