Secovi-DF orienta imobiliárias sobre o retorno às atividades

  • 27 de abril de 2020

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta os empresários do setor imobiliário sobre as medidas que devem ser adotadas nessa volta ao trabalho enquanto durar a pandemia. Para tanto, elaborou uma cartilha com orientações para as empresas e funcionários.

Entre elas estão:

  • O fornecimento de máscara e álcool gel 70% para todos funcionários e colaboradores;

  • A manutenção da distância entre as pessoas, recomendada pelas organizações de saúde, de 1,5m;

  • A organização de filas fora do estabelecimento, respeitando a distância necessária para evitar aglomerações;

  • Higienização constante dos ambientes internos e sanitários da empresa com a utilização de sabão, água sanitária e álcool 70%;

  • Priorizar o envio de documentos por meio digital;

  • Higienizar sempre as chaves dos imóveis com álcool 70%.

Para visitas:

  • Imóveis ocupados: somente o corretor e o cliente

  • Imóveis desocupados: o corretor e no máximo dois clientes.

E, atenção, o corretor não deve usar o mesmo elevador que o cliente e lembrando que todos sempre estarão utilizando máscaras para evitar o contágio.

CARTILHA DE ATENDIMENTO SECOVI

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REGIÕES DO DF TÊM VALORES DIFERENCIADOS DO METRO QUADRADO PARA IMÓVEIS USADOS

O Boletim de Conjuntura Imobiliária, referente ao mês de fevereiro, divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta que um apartamento de 1…

FEVEREIRO REGISTRA RECORDE DE 3.8 BILHÕES EM VENDAS DE IMÓVEIS

Em 2022, o Volume Geral de Vendas (VGV) de imóveis acumulado até o mês de fevereiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R$ 7,03…

SECOVI/DF CELEBRA POSSE DA NOVA DIRETORIA

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (SECOVI/DF) promoveu um almoço de confraternização para…

VENDA DE IMÓVEIS EM JANEIRO DE 2022 DOBRA EM RELAÇÃO À 2021

O Volume Geral de Vendas (VGV) acumulado até o mês de janeiro, no Distrito Federal, atingiu o valor de R $3,16 bilhões, superando o mês…