A legislação do imposto de renda determina que a pessoa jurídica, na qualidade de locatária, proceda à retenção na fonte do Imposto de Renda incidente sobre os valores devidos à pessoa física a título de aluguel.
Já as verbas locatícias percebidas pelo locador, pagas pelo locatário pessoa física, devem gerar, mensalmente, o recolhimento do Imposto de Renda, por meio carnê-leão.