Responsabilidade por edificações poderá ser elevada para dez anos.

O Projeto de Lei 4749/09, do deputado Celso Russomanno (PP-SP) que tramita na Câmara Federal propõe aumentar, de cinco para dez anos, o prazo de responsabilidade da construtora pela solidez e segurança dos edifícios.

Para o deputado Celso Russomanno, “com a aprovação da medida, as empreiteiras passarão a usar somente material de qualidade na construção de prédios no País”.

“Às vezes, até cinco anos, o produto resiste. Passados 15 anos, aparecem problemas: rachaduras nos prédios, caem os azulejos, soltam os pisos. Uma forma de garantir que o material usado seja exatamente aquele do memorial descritivo – e não um material de baixa qualidade – é aumentar o prazo de garantia e de responsabilidade direta do construtor, salvaguardando o consumidor”, afirmou o autor da proposta, que altera o Código Civil (Lei 10.406/02).

O projeto que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões: de Desenvolvimento Urbano e de Constituição, Justiça e Cidadania.

 

Fonte: Agência Câmara.
{backbutton}

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Setor imobiliário ensaia recuperação; clientes aproveitam taxas baixas

Com o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil e as medidas de isolamento social adotadas, diversos setores comerciais foram impactados. Um deles é…

MERCADO IMOBILIÁRIO JÁ MOSTRA RECUPERAÇÃO EM MEIO À PANDEMIA

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) está otimista e já vislumbra a recuperação do mercado imobiliário mesmo em meio à pandemia. Com base…

Vetado PL que previa o abatimento de alugueis de imóveis comerciais

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) comemora o veto feito pelo governador do DF, Ibaneis Rocha, ao Projeto de Lei 1035/2020 que assegurava…

Sindicato da Habitação do DF assina acordo com entidade dos trabalhadores para manter empregos no setor

Com o objetivo de minimizar o avanço do novo coronavírus e tentar diminuir os impactos negativos no setor, além de visar a segurança jurídica do…