Novos bairros e novos moradores aquecem o mercado imobiliário do DF, avalia Secovi

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) acredita que o projeto de criação de dez novos bairros anunciado pelo governo do Distrito Federal irá aquecer, ainda mais, o mercado imobiliário do DF que já retoma seu ritmo através de taxas de juros favoráveis, inflação em baixa, cenário político definido e, por conseguinte, a volta da confiança do empresariado.
O projeto inclui prédios de até dez andares que devem começar a serem construídos, ainda neste ano, em Sobradinho e no Setor Habitacional Tororó, em Santa Maria.

Para o presidente do SECOVI/DF, Ovídio Maia, o planejamento urbanístico com o aval do Estado é fundamental para garantir a comunidade ruas com acessibilidade, escolas, hospitais e segurança. “O Estado tem que planejar, se isso não acontece temos exemplos notórios como Vicente Pires, onde não houve planejamento mas uma grande quantidade de condomínios irregulares cercados de problemas de infraestrutura”, destaca Ovídio. O SECOVI/DF estima que cerca de 60 mil pessoas por ano vêm morar em Brasília. Por isso, é necessário criar um adensamento ordenado com planejamento.

Segundo o Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato, o número de venda de imóveis usados aumentou no mês de janeiro. O destaque foi para apartamentos de 2 e 3 quartos na Asa Sul, Asa Norte e Sudoeste. “Tivemos uma quantidade grande de pessoas vindo morar em Brasília no começo do ano. Novos deputados, assessores, ministros e suas equipes, o que acabou movimentando o mercado imobiliário, especialmente, na área central da capital”, afirma o presidente do SECOVI/DF.

De acordo com as estatísticas da entidade, a cada um imóvel novo comercializado, quatro imóveis usados são vendidos. “Isso acontece porque o volume de imóveis novos é muito menor do que o de usados. Na Asa Sul e na Asa Norte, por exemplo, quase não existe lançamento, até porque não temos mais terrenos para construir”, ressalta Ovídio Maia. Hoje, o maior volume de ofertas de apartamentos novos está no Noroeste.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ÁGUAS CLARAS, A MANHATTAN DO CERRADO!

A mudança da sede do Governo do Distrito Federal (GDF) para o Centro Administrativo que engloba Águas Claras, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia irá movimentar o…

STJ entende que bem familiar pode ser penhorado em garantia fiduciária

A legislação não permite que um imóvel caracterizado como bem de família seja penhorado como garantia fiduciária. Porém, a Terceira Turma do Superior Tribunal de…

Fecomércio firma parceria com o BRB para oferecer benefícios aos sindicatos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) firmou, esta semana, uma parceria com o Banco de Brasília (BRB) para…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF DÁ SINAIS DE RECUPERAÇÃO

Nos últimos 10 anos, o mercado de imóveis novos do DF teve altos e baixos. Os anos de 2009 a 2011 foram os melhores em…