Mercado corporativo tem apenas 1% vago no Rio e migra para a Barra

Felipe Frisch

Empresas em busca de novos endereços no Rio encontram uma grande dificuldade.
Simplesmente não existem na cidade edifícios de alto padrão, também chamados de “A+” ou de “triple A”, termo importado do inglês. São os chamados edifícios inteligentes. Como requisitos mínimos, têm segurança e acesso modernos, pavimentos eficientes (com a área útil livre para as empresas), refrigeração central controlada por andar, rede de dados e telefonia, além de uma vaga de garagem por cada 30 metros quadrados de empresa.
Essa conclusão faz parte dos últimos balanços de consultorias especializadas, com base nos números do primeiro semestre e nas perspectivas do mercado imobiliário corporativo no Rio.
Segundo a canadense Colliers International, o edifício mais próximo do alto padrão seria o Torre Almirante, na Avenida Almirante Barroso, no Centro, ocupado pela Petrobras.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF informa: MPT confirma benefícios somente para associados

A Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região sob a égide da Lei 13.467/2017, a nova legislação trabalhista, confirma que benefícios como: vale-alimentação, vale-transporte, Participação…

ITBI TEM ALTA DE 70,8% EM OUTUBRO NA VENDA DE IMÓVEIS NO DF

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) informa que o mercado imobiliário segue em contínua alta, mesmo em época de pandemia, registrando uma variação…

SECOVI/DF – NOTA DE FALECIMENTO

É com imenso pesar que o Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) comunica o falecimento de Pablo Balduíno de Magalhães, sócio-diretor da Imobiliária Atendeu,…

CONPLAN APROVA REVISÃO DA LUOS

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF (Conplan) aprovou, por unanimidade, a minuta do projeto de lei complementar de revisão da Lei de…