Índice que reajusta aluguéis sobe 0,22% na primeira prévia de agosto

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado para correção nos contratos de aluguel, variou 0,22% no primeiro decêndio do mês de agosto. Em julho, no mesmo período de apuração, a taxa foi de -0,21%.
 
Na primeira prévia do mês, que compreende o intervalo entre os dias 21 e 31 de julho, os três componentes do IGP-M tiveram as seguintes taxas: IPA – 0,28%; IPC – 0,07%; e INCC, – 0,16%.
 
No Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), a taxa de variação do índice referente a Bens Finais avançou 0,71%. No estágio dos Bens Intermediários, a taxa de variação foi de ‐0,38%.  O índice referente a Matérias-Primas Brutas registrou variação de 0,64%.
 
No Índice de Preços ao Consumidor (IPC), três das sete classes de despesa componentes registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição para este movimento partiu do grupo Alimentação: de ‐1,09% em julho para ‐0,25%.

Também apresentaram acréscimo em suas taxas os grupos: Transportes (‐0,36% para 0,12%) e Despesas Diversas (0,05% para 0,08%).
 
Em contrapartida, registraram recuo em suas taxas de variação os grupos: Vestuário (0,89% para 0,25%), Educação, Leitura e Recreação (0,08% para ‐0,02%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,42% para 0,39%).
 
O grupo Habitação apresentou a mesma taxa de variação apurada no mês anterior, 0,25%. No sentido ascendente, a principal influência foi o item aluguel residencial (0,26% para 0,52%) e no descendente, material para reparos de residência (1,13% para 0,48%).
 
Em relação ao Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), o índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,26%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,39%. O índice que representa o custo da Mão de Obra apresentou variação de 0,06%. Na apuração referente ao mesmo período do mês anterior, o índice variou 0,93%.

Com informações do Imovelweb

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sindicato da Habitação do DF assina acordo com entidade dos trabalhadores para manter empregos no setor

Com o objetivo de minimizar o avanço do novo coronavírus e tentar diminuir os impactos negativos no setor, além de visar a segurança jurídica do…

Secovi-DF orienta imobiliárias sobre o retorno às atividades

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta os empresários do setor imobiliário sobre as medidas que devem ser adotadas nessa volta ao trabalho…

GUIA PRÁTICO DO CORRETOR DE IMÓVEIS DURANTE A PANDEMIA

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) divulga o “Guia Prático do Corretor de Imóveis” com ferramentas e formas de ajudar a todos do…

CAIXA amplia medidas para o mercado imobiliário durante pandemia

A Caixa Econômica Federal anunciou novas medidas de proteção e estímulo ao setor imobiliário injetando cerca de R$ 43 bilhões de recursos na economia que…