Índice que reajusta aluguéis tem terceira deflação seguida

IGP-M ficou em -0,07% em maio e acumula taxa de 3,64% em 12 meses.
Preços ao consumidor tiveram alta menor que a do mês anterior, de 0,42%.
O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado para calcular o reajuste da maioria desses contratos, registrou em maio sua terceira deflação mensal consecutiva, de 0,07%. Com a queda, a taxa acumulada em 12 meses recuou para 3,64%. No ano, já está deflacionária em 1,14%.
Apesar de negativa, a taxa de maio ficou acima da registrada no mês anterior, de -0,15%. Nos primeiros cinco meses do ano, apenas a taxa de fevereiro ficou positiva, em 0,26%.
No sentido contrário, tiveram alta em suas taxas de variação os grupos despesas diversas (de 1,69% para 3,97%), habitação (de 0,33% para 0,63%), vestuário (de 0,44% para 0,67%), educação, leitura e recreação (de ‐0,17% para 0,03%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,82% para 0,90%).

Terceiro componente do IGP-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em maio, variação de 0,25%, acima do resultado do mês anterior, de ‐0,01%.

Fonte: G1

{backbutton}

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SECOVI/DF informa: MPT confirma benefícios somente para associados

A Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região sob a égide da Lei 13.467/2017, a nova legislação trabalhista, confirma que benefícios como: vale-alimentação, vale-transporte, Participação…

ITBI TEM ALTA DE 70,8% EM OUTUBRO NA VENDA DE IMÓVEIS NO DF

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) informa que o mercado imobiliário segue em contínua alta, mesmo em época de pandemia, registrando uma variação…

SECOVI/DF – NOTA DE FALECIMENTO

É com imenso pesar que o Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) comunica o falecimento de Pablo Balduíno de Magalhães, sócio-diretor da Imobiliária Atendeu,…

CONPLAN APROVA REVISÃO DA LUOS

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF (Conplan) aprovou, por unanimidade, a minuta do projeto de lei complementar de revisão da Lei de…