Imóveis que foram ampliados terão IPTU mais caro

O governo do Distrito Federal irá cobrar, este ano, uma taxa de IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano – mais alta para os imóveis que sofreram ampliação de construções desde o habite-se. A Secretaria de Fazenda do DF utilizou a aerofotogrametria, uma técnica por imagens aéreas, para mapear todas as novas edificações.

O sistema permite uma comparação de cada moradia. O novo valor vale para quem fez uma churrasqueira, um puxadinho ou qualquer tipo de benfeitoria de ampliação do imóvel.

Proprietários de casas nos lagos Sul e Norte, por exemplo, que nunca registraram as melhorias em seus terrenos terão que pagar mais caro. Para a Fazenda, a medida trata-se de uma “justiça fiscal”. O contribuinte vai pagar mais, de acordo com a real situação do imóvel.

O novo sistema foi adquirido pela Terracap e tem outras destinações, como a fiscalização e a regularização fundiária.

O IPTU começa a ser cobrado em junho e vai até novembro, podendo ser pago em seis parcelas mensais.

Com informações do Correio Braziliense

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Secovi/DF parabeniza Basilio Jafet, novo presidente do Secovi/SP

O presidente do Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF), Ovídio Maia, parabeniza o Dr. Basilio Jafet, pela eleição à presidência do SECOVI/SP para o…

SECOVI/DF convida para a palestra “Seja EFICAZ, REALIZE + Negócios”

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) convida todos os empresários do setor imobiliário para a palestra sobre a eficiência de se trabalhar em…

Secovi-DF participou do 10º Prêmio Colibri, o Oscar do Mercado Imobiliário

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) marcou presença nos 10 Anos do Prêmio Colibri. O evento se tornou referência na capital federal e…

Nova modalidade de financiamento imobiliário é positiva para o setor

A linha de crédito imobiliário atrelada à inflação, lançada pela Caixa Econômica Federal, e que será medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo…