Caixa vai adequar taxas do Produlote para relançamento

Em entrevista ao GRI Club, o vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes, falou sobre diversos aspectos do mercado imobiliário brasileiro e adiantou que irá adequar as taxas de juros ao momento atual para relançar o Produlote, financiamento à produção de lotes.

Quanto a disponibilização de crédito habitacional pela Caixa em 2018, Paulo Antunes afirma que o volume é similar ao de 2017 e que ultrapassa R$ 85 bilhões. Por ser um ano atípico, com copa e eleições, pode haver ajustes ao longo do ano, mas até o momento a Caixa tem mantido o orçamento dos R$ 85 bilhões todos os meses, com demanda mais forte no financiamento à produção, o que significa que o setor está mais confiante e construindo.

Para o representante da Caixa, a aprovação do Projeto de Lei 1220/2015 que trata dos distratos pela Câmara dos Deputados foi positivo e faz parte de um amadurecimento do mercado imobiliário brasileiro. Segundo Antunes, quando existem regras objetivas e que sejam de conhecimento de todas as partes envolvidas, tanto de quem vende quanto de quem compra, o mercado ganha e o setor cresce. Ele ainda destaca que os distratos produzem muitas demandas judiciais e os negócios não foram feitos para enfrentar litígios.

Com informações do GRI Club.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sindicato da Habitação do DF assina acordo com entidade dos trabalhadores para manter empregos no setor

Com o objetivo de minimizar o avanço do novo coronavírus e tentar diminuir os impactos negativos no setor, além de visar a segurança jurídica do…

Secovi-DF orienta imobiliárias sobre o retorno às atividades

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta os empresários do setor imobiliário sobre as medidas que devem ser adotadas nessa volta ao trabalho…

GUIA PRÁTICO DO CORRETOR DE IMÓVEIS DURANTE A PANDEMIA

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) divulga o “Guia Prático do Corretor de Imóveis” com ferramentas e formas de ajudar a todos do…

CAIXA amplia medidas para o mercado imobiliário durante pandemia

A Caixa Econômica Federal anunciou novas medidas de proteção e estímulo ao setor imobiliário injetando cerca de R$ 43 bilhões de recursos na economia que…