BOLETIM IMOBILIÁRIO COMPROVA ESTABILIDADE NO MERCADO

O Boletim de Conjuntura Imobiliária lançado esta semana pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal, referente ao mês de julho, aponta uma tendência de estabilidade no mercado da capital.

Os imóveis de 2 e 3 dormitórios em Águas Claras seguem em alta, sem grandes destaques. O valor por metro quadrado de quitinetes se manteve constante em relação ao mês de junho fixado em 5 mil reais.
 
No Guará, os preços por metro quadrado seguem sem variações. Os apartamentos e quitinetes na cidade mantiveram praticamente o mesmo valor de venda por metro quadrado. Esse panorama começou a ser traçado em abril, conforme comprovam as séries históricas apresentadas no boletim.

Em Brasília, os preços se dividem entre apartamentos e quitinetes, que apresentaram pouca variação, e casas de 3 e 4 dormitórios, que demonstraram uma pequena valorização nos preços de comercialização por metro quadrado variando em torno dos 3.900 reais.

A estabilidade é comprovada também no mercado de locação, em Águas Claras os preços de aluguel por metro quadrado seguiram as variações do mês de junho. Para apartamentos de 2 e 3 dormitórios, os valores mantiveram-se constantes. Já para quitinetes, o valor subiu uma unidade por metro quadrado, exatamente como no mês anterior, fechando julho com um aluguel  mediano de 750 reais.

Já no Guará o setor de locação se mantém dinâmico, o único preço por metro quadrado que não variou foi o de apartamentos de 2 dormitórios. As quitinetes apresentaram queda nos valores de locação por metro quadrado, enquanto que as casas de 3 dormitórios tiveram o maior aumento de preços na cidade.
 
Os valores de locação em Brasília mantiveram-se praticamente constantes, com destaque para a pequena queda de preços de locação para quitinetes e apartamentos de 2 dormitórios, 950 e 2 mil reais, respectivamente.

Com relação aos preços medianos por metro quadrado de lojas à venda no DF: Águas Claras, cidade com os maiores números, apresentou pequena valorização. No Guará, os valores mantiveram-se constantes em relação ao mês anterior. Brasília apresentou a maior elevação de preços, quase atingindo os números do mês de abril ficando em torno dos 6.500 reais.

Em relação aos preços de locação por metro quadrado de lojas no Distrito Federal, Brasília e Águas Claras apresentaram leves valorizações. Já a cidade do Guará teve uma pequena queda de preços.

Ao considerar os preços de aluguel por metro quadrado de salas comerciais em Águas Claras, é possível perceber um leve aumento, aliviando a tendência de queda dos meses de maio e junho na cidade ficando em 1.200 reais.

Confira na íntegra o boletim

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sindicato da Habitação do DF assina acordo com entidade dos trabalhadores para manter empregos no setor

Com o objetivo de minimizar o avanço do novo coronavírus e tentar diminuir os impactos negativos no setor, além de visar a segurança jurídica do…

Secovi-DF orienta imobiliárias sobre o retorno às atividades

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta os empresários do setor imobiliário sobre as medidas que devem ser adotadas nessa volta ao trabalho…

GUIA PRÁTICO DO CORRETOR DE IMÓVEIS DURANTE A PANDEMIA

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) divulga o “Guia Prático do Corretor de Imóveis” com ferramentas e formas de ajudar a todos do…

CAIXA amplia medidas para o mercado imobiliário durante pandemia

A Caixa Econômica Federal anunciou novas medidas de proteção e estímulo ao setor imobiliário injetando cerca de R$ 43 bilhões de recursos na economia que…