Aluguel de imóvel comercial continua em alta

Terça, Setembro 04 2012
 
O Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (Secovi-DF) divulgou nesta segunda-feira (3) o Boletim de Conjuntura Imobiliária do mês de julho.

O Guará registrou o maior índice de rentabilidade imobiliária, com percentual de 0,45% na categoria Quitinete. O índice mede o rendimento obtido por meio da locação de imóveis nas diferentes regiões do Distrito Federal. Para esse estudo, também foram analisadas as cidades de Brasília e Águas Claras, que alcançaram 0,41% e 0,43%, respectivamente, na categoria Quitinete.

Nos quesitos de apartamentos com um, dois e três quartos, Águas Claras apresentou maior rentabilidade imobiliária. Por outro lado, Brasília ainda concentra os imóveis com preços mais elevados. “Brasília continua com os preços mais elevados de imóveis residenciais da região, com o valor do metro quadrado atingindo R$ 9.916”, revela o presidente do Secovi-DF, Carlos Hiram. Em relação aos imóveis comerciais, a Asa Sul apresentou o maior valor no preço de aluguel para salas e lojas variando de R$ 1,2 mil a R$ 8.750. O levantamento abordou todos os apartamentos considerados seminovos ou antigos.

Fonte: Boletim Fecomércio/DF

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sindicato da Habitação do DF assina acordo com entidade dos trabalhadores para manter empregos no setor

Com o objetivo de minimizar o avanço do novo coronavírus e tentar diminuir os impactos negativos no setor, além de visar a segurança jurídica do…

Secovi-DF orienta imobiliárias sobre o retorno às atividades

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta os empresários do setor imobiliário sobre as medidas que devem ser adotadas nessa volta ao trabalho…

GUIA PRÁTICO DO CORRETOR DE IMÓVEIS DURANTE A PANDEMIA

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) divulga o “Guia Prático do Corretor de Imóveis” com ferramentas e formas de ajudar a todos do…

CAIXA amplia medidas para o mercado imobiliário durante pandemia

A Caixa Econômica Federal anunciou novas medidas de proteção e estímulo ao setor imobiliário injetando cerca de R$ 43 bilhões de recursos na economia que…