Alerta: Cuidado com as startups de venda e locação de imóveis

O Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) alerta sobre os serviços oferecidos por startups de venda e locação de imóveis, as chamadas imobiliárias virtuais.

As startups de serviços imobiliários utilizam um marketing bem-elaborado e, algumas, prometem vender ou alugar o imóvel em tempo recorde. Os locadores, portanto, precisam ficar atentos sobre as garantias que estas empresas oferecem, bem como se trabalham dentro das normas do setor como o registro de seus profissionais no Conselho Regional de Corretores de Imóveis – o CRECI.

Em geral, o contrato destas startups são complexos e retiram toda a responsabilidade da imobiliária virtual de um, eventual, problema com o locatário.

Já, nas imobiliárias tradicionais, os contratos são sucintos e fornecem as garantias necessárias aos locadores, como fiadores ou seguro fiança.

Haja vista que a Lei do Inquilinato, 8.245/1991, regulamentou os tipos de garantia que podem ser oferecidos numa locação. Conforme o Art. 37, são elas: a “caução, fiança, seguro de fiança locatícia e cessão fiduciária de quota de investimento”, podendo ser contratada apenas uma dessas opções.

Vale ressaltar que o Poder Judiciário, ao julgar uma ação de despejo por falta de pagamento ou cobrança, levará em consideração somente um desses tipos de garantia. O Art. 41 determina: “O seguro de fiança locatícia abrangerá a totalidade das obrigações do locatário”.

Por isso, cabe ao proprietário escolher a melhor imobiliária para administrar o seu imóvel.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ÁGUAS CLARAS, A MANHATTAN DO CERRADO!

A mudança da sede do Governo do Distrito Federal (GDF) para o Centro Administrativo que engloba Águas Claras, Taguatinga, Ceilândia e Samambaia irá movimentar o…

STJ entende que bem familiar pode ser penhorado em garantia fiduciária

A legislação não permite que um imóvel caracterizado como bem de família seja penhorado como garantia fiduciária. Porém, a Terceira Turma do Superior Tribunal de…

Fecomércio firma parceria com o BRB para oferecer benefícios aos sindicatos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) firmou, esta semana, uma parceria com o Banco de Brasília (BRB) para…

MERCADO IMOBILIÁRIO DO DF DÁ SINAIS DE RECUPERAÇÃO

Nos últimos 10 anos, o mercado de imóveis novos do DF teve altos e baixos. Os anos de 2009 a 2011 foram os melhores em…